segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Temer pede que rádios o ajudem a impedir que o Brasil naufrague


Em cerimônia de assinatura do termo aditivo para a migração de 240 emissoras de rádio AM para a banda FM, o presidente Michel Temer pediu hoje (7) a ajuda das empresas de radiodifusão, no sentido de informar a população sobre as ações do governo federal, em especial a definição de teto para os gastos públicos e as parcerias para obras de infraestrutura.

Citando o filme francês Si Tous les Gars du Monde [Se Todos os Homens do Mundo], no qual radioamadores ajudam a evitar a morte da tripulação de um navio que estava naufragando, Temer convocou os radiodifusores a ajudá-lo na missão de evitar que o Brasil naufrague.

“Ao captar a mensagem um radioamador se comunicou com vários radioamadores do mundo, que se comunicam com os governos dos respectivos países, e que, por fim, enviam missões de salvamento”, disse o presidente, em meio a um discurso de defesa da proposta de limitação dos gastos públicos. “Teto de gastos é cortar na própria carne porque, convenhamos, qual é o governante que não quer gastar o máximo possível? Gastar o máximo possível pode gerar popularidade. E restringir os gastos pode gerar inicialmente uma impopularidade”, disse.