sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Cego e bêbado, motorista é preso após parar em posto policial por engano


Um homem de 49 anos foi preso na noite de quarta-feira (30/11) em Poços de Caldas (MG), por dirigir embriagado. O fato, porém, chamou ainda mais a atenção dos policiais, porque o condutor, que pilotava uma motocicleta, era deficiente visual, estava embriagado, dirigia em alta velocidade e não tinha carteira de motorista.

"A gente não acreditou quando viu este tanto de infração", comenta o agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) José Ricardo Macedo. Ele conta que ao ser abordado, o homem admitiu que só tinha 8% da visão do olho direito e 4% do esquerdo. 

De acordo com o relatório policial, o condutor contou que já havia dirigido por 160 quilômetros antes de ter sido parado pelos agentes. "Não sei como ele consegui andar tanto", afirma Macedo.

O policial disse, ainda, que o condutor só foi abordado porque "errou o caminho" e se confundiu ao pedir informações para os agentes PRF. "Ele chegou em alta velocidade no estacionamento do nosso posto. Achamos estranho e o paramos".

Ao fazer o teste do bafômetro, os agentes constataram que o condutor havia consumido bebida alcoólica. O teste apontou que o homem tinha três vezes mais álcool no sangue do que o limite permitido por lei. "Eu acho que foi sorte dele a gente tê-lo parado. Depois do posto, a estrada é muito sinuosa. Podia ocorrer um acidente grave", diz Macedo.

O condutor foi preso em flagrante, mas pagou a fiança e foi liberado logo em seguida. A moto foi apreendida.