quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Ministro classifica de “exagerada” ameaça de renúncia dos procuradores da Lava Jato

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, classificou de “exagerada” a ameaça de procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato de renunciarem à investigação. A ameaça foi anunciada na quarta-feira (30) como repúdio às alterações que a Câmara dos Deputados fez na proposta original das medidas de combate à corrupção apresentada pelo Ministério Público com o apoio de mais de 2 milhões de assinaturas.

Os procuradores interpretaram como “intimidação” a inclusão no texto da previsão de juízes e membros do MP responderem por abuso de autoridade nas investigações. Em entrevista coletiva após audiência pública na Câmara, encerrada há pouco, o ministro da Justiça explicou por que considerou a reação dos procuradores “extremamente exagerada”.