Acusado de matar radialista é solto após falha de comunicação entre TJ e Sejuc - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

30/08/2017

Acusado de matar radialista é solto após falha de comunicação entre TJ e Sejuc


O ex-pastor evangélico Gilson Neudo Soares do Amaral, preso acusado de envolvimento na morte do radialista Francisco Gomes de Medeiros, o ‘F. Gomes, foi solto nesta terça-feira (29) após um erro de comunicação entre a Justiça e a Secretaria de Justiça e Cidadania. De acordo com a direção presídio de Caraúbas, o homem foi liberado após recebimento de um alvará de soltura expedido pela comarca de Pau dos Ferros.

O alvará chegou na segunda-feira (28), mas tratava apenas da acusação por tráfico de drogas. Ainda segundo a direção, não havia nada no banco nacional de informações, por isso o acusado foi solto. Porém, nesta terça (29) o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) informou da existência da prisão por envolvimento na morte do radialista F. Gomes, que continuava valendo.

Gilson foi encontrado na madrugada desta quarta-feira (30) na casa de familiares em Areia Branca, na Costa Branca potiguar. Segundo o TJ, a renovação da prisão de Gilson foi emitida no dia 21 de agosto mas só foi atualizada no sistema no dia 28.

Em nota, a Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc) informou que apenas cumpriu uma ordem da própria justiça. O radialista 'F. Gomes',tinha 46 anos e foi assassinado em outubro de 2010; uma pessoa já foi condenada pela morte dele. Acusado de participação no crime, Gilson já teve o julgamento adiado por três vezes.