“Caravana de Lula é ilegal e tenta promover um condenado”, diz Rogério - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

30/08/2017

“Caravana de Lula é ilegal e tenta promover um condenado”, diz Rogério


A caravana que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) realiza por estados nordestinos foi duramente criticada pelo deputado federal Rogério Marinho (PSDB). Em artigo, o tucano classificou o ato como “ilegal, torpe e cínico”, por se caracterizar como “campanha antecipada” e representar, segundo ele, a tentativa de “promoção de um condenado pela Justiça”, se referindo à sentença recebida pelo ex-presidente, pelo juiz federal Sérgio Moro, no caso do tríplex.

Na avaliação de Rogério, ao realizar a caravana, que passou pelo Rio Grande do Norte entre domingo e segunda-feira, dias 27 e 28, Lula, cotado para voltar a disputar a Presidência em 2018, tenta ludibriar os pobres. “Mirando os clientes de programas assistencialistas, Lula falsifica a história recente e tenta reconstruir o mito do homem pobre que subiu na vida por conta própria”, acusou. “O objetivo é fazer o povo esquecer que os petistas implantaram, durante treze anos, governos irresponsáveis com o dinheiro dos pagadores de impostos (…)”, completou o peessedebista.

O deputado federal assinala, porém, que a tentativa do petista – “20 dias de hipocrisia e engodo” – deve fracassar. “Mas, como esquecer o Mensalão e o Petrolão? Lula e seu partido promoveram os maiores escândalos de corrupção do mundo. (…) Hoje, o país padece com uma economia em frangalhos, tomada pelo gigantismo estatal e capturada por corporações que foram incensadas pelos governos vermelhos”, pontua.

Ainda no texto opinativo, Rogério Marinho coloca que, em sua passagem pela região nordestina, o ex-presidente poderá constatar que “seus governos não diminuíram a pobreza e muito menos promoveram a desigualdade”. No que diz respeito à educação, o deputado acrescenta que Lula “verá como não fez nada de substancial no ensino nacional para mudar a realidade das pessoas”. “Pelos institutos federais e universidades poderá constatar a fidelidade de verdadeiros currais ideológicos promovidos com vigor pelos seus governos e de sua cria, Dilma Rousseff”, escreveu.

Por fim, o parlamentar, ainda crava qual deverá ser o destino do petista. “Lula e o PT representam o que há de mais atrasado e equivocado na política brasileira. Acompanhado por um séquito de parlamentares e autoridades, o chefe segue de Estado em Estado mentindo, forjando e criando engodos para uma plateia amestrada. Nada disso servirá para voltar ao poder. (…) Se Lula não for preso em segunda instância, perderá as eleições e entrará para a história como o político que mais decepcionou os seus eleitores”, finaliza.

Confira o texto na íntegra:

Caravana ilegal de um condenado

Com a aproximação das eleições presidenciais de 2018, o ex-presidente Lula tenta reeditar a caravana da cidadania que promoveu nos anos 90. Na época, os petistas se autoproclamavam éticos, honestos e os salvadores da pátria; agentes políticos que iriam emancipar pobres e diminuir desigualdades sociais. Lutavam contra as tais elites que teriam governado o Brasil por mais de 500 anos. O discurso surrado é revisitado em nosso tempo como uma verdadeira farsa. A caravana pelo Nordeste é ilegal porque promove campanha antecipada. É torpe e cínica porque é feita para promover um condenado pela Justiça. A realidade é cristalina: é uma caravana ilegal de um condenado.

A exploração dos pobres com promessas vazias é especialidade dos petistas e do ex-presidente messiânico. Mirando os clientes de programas assistencialistas, Lula falsifica a história recente e tenta reconstruir o mito do homem pobre que subiu na vida por conta própria. O objetivo é fazer o povo esquecer que os petistas implantaram, durante 13 anos, governos irresponsáveis com o dinheiro dos pagadores de impostos, não fizeram nenhuma reforma estrutural, aumentaram a dívida pública, submeteram programas sociais a critérios eleitoreiros e nos legaram a maior crise econômica da história da república, simbolizada por mais de 14 milhões de desempregados.

A caravana pelo Nordeste é a esperança do Lula em se travestir para novamente enganar o povo brasileiro. Mas, como esquecer o Mensalão e o Petrolão? Lula e seu partido promoveram os maiores escândalos de corrupção do mundo. Ele, o chefe supremo do Foro de São Paulo, comandou diretamente o saque às riquezas nacionais, destruindo qualquer ganho que tenha promovido para os mais pobres. Hoje, o país padece com uma economia em frangalhos, tomada pelo gigantismo estatal e capturada por corporações que foram incensadas pelos governos vermelhos.

As visitas de Lula ao Nordeste são apenas escárnio de um desesperado condenado pela Justiça. Ele segue com discursos tresloucados, fanáticos e com um caráter de seita cada vez mais evidente. Porém, nenhuma falsidade poderá apagar o legado petista de aparelhamento, fisiologismo, corrupção e atraso econômico e social. Nenhuma mentira agora contada poderá limpar a sujeira que eles promoveram no país. A promessa é de 20 dias de hipocrisia e engodo.

Pelo Nordeste, o ex-metalúrgico poderá vislumbrar suas obras inacabadas e como a mera distribuição de bolsas para fidelizar votos em nada mudou a realidade dos mais pobres. Poderá ver como seus governos não diminuíram a pobreza e muito menos promoveram igualdade. Caso preste atenção na realidade, verá uma região tomada pela criminalidade e a insegurança pública. Verá como não fez nada de substancial no ensino nacional para mudar a realidade das pessoas. Pelos institutos federais e universidades poderá constatar a fidelidade de verdadeiros currais ideológicos promovidos com vigor pelos seus governos e de sua cria, Dilma Rousseff.

Não será nenhum sujeito messiânico que trará soluções de desenvolvimento para o nordeste. Somente o espírito empreendedor e a garra dos trabalhadores nordestinos tirará a região dos níveis de pobreza atualmente existentes. As saídas são de ganhar eficiência nos governos estaduais, aumentar a perícia técnica dos nordestinos e diminuir o peso do fisiologismo e do corporativismo que impedem o crescimento econômico.

Lula e o PT representam o que há de mais atrasado e equivocado na política brasileira. Acompanhado por um séquito de parlamentares e autoridades, o chefe segue de Estado em Estado mentindo, forjando e criando engodos para uma plateia amestrada. Nada disso servirá para voltar ao poder. A história agora se repete como mera farsa. Oxalá, seja o fim de um período que tanto mal fez ao Brasil e aos brasileiros. Se Lula não for preso em segunda instância, perderá as eleições e entrará para a história como o político que mais decepcionou os seus eleitores.