Prefeito e vice têm mandatos cassados no município de João Câmara - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

25/08/2017

Prefeito e vice têm mandatos cassados no município de João Câmara


A Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte, através da juíza Maria Nivalda Torquato, decidiu na última segunda-feira, 21, pela cassação dos diplomas do prefeito de João Câmara, Mauricio Caetano Damacena (DEM), e de seu vice, Holderlin Silva de Araújo, eleitos para os cargos no ano passado e os exercendo desde 1º de janeiro deste ano. A motivação para a cassação de ambos foi abuso de poder econômico.

Além deste caso em específico, a Justiça Eleitoral também decidiu pela inelegibilidade de Maurício Caetano e Holderlin Araújo, bem a de uma terceira pessoa identificada como Luiz Araújo da Costa. Pelo fato da decisão ter sido em primeira instância, eles vão recorrer e, até decisão final do Tribunal Regional Eleitoral do Estado, continuarão exercendo suas funções normalmente na capital do Mato Grande.

A sentença assinada pela juíza Maria Nivalda Torquato também atingiu outros investigados, entre eles o ex-prefeito da cidade Ariosvaldo Targino de Araújo (conhecido popularmente como Vavá). Maria Redivan Rodrigues, Romeika de Morais Costa Batista e Izilânia Régia da Silva foram outros alvos da decisão. Todos os nomes citados estão inelegíveis por um prazo de oito anos, a contar das eleições de 2016.

No pleito passado, Maurício Caetano foi eleito com 10.593 votos, o que representou 50,18% dos votos válidos do município. Sua rival derrotada, Lana Leite, do PSD, conseguiu 9.589 votos, representando 45,42% dos votantes. Os demais candidatos à Prefeitura foram Aldo Torquato (PC do B), que teve 884 votos (4,19% do total), e Rodrigo Vieira (PSDB), que teve apenas 45 votos (0,21% do total).