STJ nega novo mandado de prisão contra ex-auxiliares de Robinson - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

26/08/2017

STJ nega novo mandado de prisão contra ex-auxiliares de Robinson


O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Raul Araújo negou à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal pedidos de prisão preventiva contra Magaly Cristina e Adelson Freitas, ex-auxiliares do governador Robinson Faria (PSD), ambos investigados na Operação Anteros e que ganharam liberdade na última sexta-feira, 25, após o prazo das prisões temporárias que foram expedidas contra eles ter se esgotado.

Em sua decisão, o magistrado alega que “não houve alteração do quadro fático” em relação à circunstância na qual foram emitidos os mandados de prisão temporária, não obstante o “fato que os depoimentos de Adelson Freitas dos Reis e Magaly Cristina da Silva mostraram inconsistências e contradições”.

Ainda segundo o integrante do STJ, “não há como os investigados continuem a ‘comprar o silêncio’ daqueles que já estão colaborando com a Justiça”, razão apontada por Ministério Público e Polícia Federal para requisitar a extensão do prazo de cerceamento de liberdade aos dois envolvidos.

A Polícia Federal havia alegado também que a prisão preventiva era necessária para a ordem pública e o transcorrer das investigações, mas o ministro rechaçou.

“Não restou demonstrado, portanto, que a libertação dos investigados acarrete algum tipo de ameaça à ordem pública, capaz de justificar a manutenção de seu encarceramento. O mesmo se diga em relação à colheita de provas, face ao vasto material já colhido pela autoridade policial, conforme descrito em seu relatório, sem prejuízo de outros elementos que ainda sejam carreados aos autos”, decidiu Raul Araújo.