Valor pago por Neymar é maior do que o orçamento do Ministério da Cultura - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

04/08/2017

Valor pago por Neymar é maior do que o orçamento do Ministério da Cultura


Os números do valor pago pelo Paris Saint-Germain ao Barcelona pela transferência do craque Neymar são gigantes até mesmo quando se trata dos ganhos de grandes empresas brasileiras. O montante de € 222 milhões (US$ 262 milhões ou R$ 820 milhões) ficou muito próximo do lucro líquido da Gol, gigante do setor aéreo, no ano passado (€ 247 milhões) e acima do resultado da operadora de telefonia móvel Tim (€ 218 milhões), segundo levantamento da Economatica, empresa provedora de informações financeiras.

O desempenho também é próximo ao da M.Dias Branco, maior fabricante de massas e biscoitos do país, dona de marcas como Adria, Basilar e Richester.

Se olharmos o faturamento das grandes companhias brasileiras apenas no primeiro trimestre de 2017, a soma paga pelo Neymar ficou perto daquele registrado pela Alpargatas, dona da Havaianas, um das marcas brasileiras de maior sucesso em todo o mundo (€ 238 milhões). Outras empresas com faturamento semelhantes nos meses de janeiro, fevereiro e março são a Estácio, uma das maiores do ensino privado do país, e o grupo de laboratórios DASA.

Valor maior que o orçamento do Ministério da Cultura

As cifras são grandes para empresas e também quando se considera orçamento público — ainda mais em um momento de ajuste fiscal. O valor de R$ 820 milhões é maior que o orçamento previsto para o Ministério da Cultura em 2017. Pela lei, o orçamento para o ano seria de R$ 721 milhões, mas ficou ainda menor, em R$ 412 milhões, por causa do contingenciamento de 42,9%. O valor só se refere a atividades de fomento à cultura - não estão incluídos gastos com pagamento de servidores, luz e aluguel, por exemplo.