Operário-PR faz 5 a 0 contra o Globo FC fora de casa e fica próximo do título - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

04/09/2017

Operário-PR faz 5 a 0 contra o Globo FC fora de casa e fica próximo do título


Uma vitória incontestável e um placar arrasador. O Operário-PR fez 5 a 0 neste domingo (03) e passou por cima do Globo FC nesta primeira final da Série D do Campeonato Brasileiro no estádio Barretão, em Ceará-Mirim. Os gols da partida foram marcados por Tiago Lima (contra), Lucas Batatinha, Quirino, Jean Carlos e Dione. O placar começou a ser construído na primeira etapa de jogo, quando o Fantasma abriu logo 2 a 0 no placar em jogo que se mostrava com poucas oportunidades de gol de lado a lado. Na segunda etapa, a situação mudou quando o time da casa precisou sair para buscar o empate e nos contra-ataques o Operário-PR matou o duelo com mais tentos em lances parecidos. Com a vitória massacrante, o Fantasma pode perder até por quatro gols de diferença na volta, no próximo domingo no estádio Germano Krüger, que irá se sagrar campeão desta Série D do Brasileirão.

Primeiro tempo

Talvez nem o próprio Operário esperasse uma vantagem tão grande no primeiro tempo de partida no Barretão. Em uma partida que se mostrava disputada, dois lances capitais colocaram o time de Ponta Grossa à frente no placar. Primeiro, numa falta cobrada na área que parecia que não seria tocada por ninguém, encontrou o meia Tiago Lima, do Globo FC, que colocou contra as próprias redes em desvio sutil. Depois, num lance de pressão do Fantasma em que Dasaev fez uma grande defesa, Robinho foi derrubado na área por João Victor. O atacante Lucas Batatinha cobrou e ampliou o placar. O jogo seguiu disputado, com marcação forte e muitos erros de passe de lado a lado. E a oportunidade do gol surgiu também do lado do Globo FC, quando Simão rebateu chute de Reinaldo e Gláucio chutou por cima do gol no rebote.

Segundo tempo

Um segundo tempo ainda mais arrasador do Operário. O Fantasma conseguiu ampliar o seu ritmo de jogo no segundo tempo e teve a inteligência ainda de se aproveitar do desespero do Globo FC, que buscava o empate a qualquer custo. Assim, de uma boa vantagem, o Operário construiu um placar quase irreversível. Com rápidos contra-ataques, o time iniciou a segunda etapa já exigindo boas defesas do goleiro Dasaev, que se destacou apesar dos gols sofridos. E os três gols saíram de lances similares. Aos 8 minutos, o time já fazia o terceiro, em passe para o meio da área que Quirino só teve o trabalho de empurrar para o gol. No quarto gol, Jean Carlo também só precisou escorar para o gol de Dasev após cruzamento de Batatinha. O cenário se repetiu no quinto gol: bola cruzada de Peixoto e Dione deu um carrinho no alto para empurrar para o gol.