Comandante do Batalhão do Méier é assassinado no Rio - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

26/10/2017

Comandante do Batalhão do Méier é assassinado no Rio


O comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM) do Méier, zona norte do Rio, o coronel Luiz Gustavo de Lima Teixeira, foi morto na manhã desta quinta-feira, 26. Teixeira tinha 48 anos e 26 de corporação. Ele estava à frente do 3ºBPM (Méier) há um ano meio. 

Em um primeiro momento, a PM informou, no Twitter, que Teixeira foi alvo de um atentado. Cerca de uma hora depois, a assessoria de imprensa da corporação divulgou nota em que afirmava que o comandante "foi vítima de tentativa de assalto".

O coronel foi atingido por vários tiros, quando estava dentro de seu veículo de passeio, na Rua Hermengarda, no Méier. Ele foi socorrido ao Hospital Salgado Filho, no mesmo bairro, mas não resistiu. O carro era dirigido por outro policial militar, que também foi baleado, mas sobreviveu. 

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, o estado do coronel era considerado como "muito grave" e ele chegou a passar por uma cirurgia. Os tiros acertaram a cabeça e o peito do coronel. Ele era casado e tinha dois filhos. 


Suspeitos

Pelo menos dez unidades da Polícia Militar do Rio de Janeiro estão mobilizadas na tarde desta quinta-feira para tentar identificar e prender os criminosos envolvidos no assassinato. Oficialmente, nenhum dos envolvidos no crime havia sido identificado até as 17 horas.

O comandante da PM, coronel Wolney Dias, está reunido com outros líderes da corporação na sede do 3º Batalhão, no Méier. 

A perícia no carro que o PM ocupava quando foi morto, na Rua Hermengarda, não havia sido concluída.

Em nota, o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), lamentou a morte do policial e afirmou que as forças de segurança vão se empenhar para identificar os autores do crime.