Maioria dos brasileiros defende Lula preso e Temer processado, aponta Datafolha - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

03/10/2017

Maioria dos brasileiros defende Lula preso e Temer processado, aponta Datafolha


Mais de a metade da população brasileira acredita que as investigações da Operação Lava Jato já revelaram elementos suficientes para justificar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, 54% dos brasileiros defendem a prisão do petista, enquanto 40% dos eleitores do País consideram injustificável uma eventual detenção do ex-presidente. 

Lula já foi condenado na Lava Jato a 9 anos e 6 meses de prisão (caso tríplex) e é réu em ação penal que apura o pagamento de vantagens indevidas pela construtora Odebrecht. Ainda assim, o Datafolha também constatou em pesquisa divulgada nesse fim de semana que o petista lidera as intenções de voto para a eleição presidencial de 2018 em qualquer cenário (exceto contra o próprio juiz Sérgio Moro, que já rechaçou a possibilidade de entrar no páreo). Lula superaria o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ); o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), o governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB); e a ex-senadora Marina Silva (Rede).

A pesquisa também apontou que, mesmo que não seja ele próprio candidato, o ex-presidente tem alta capacidade de influenciar no voto de pessoas de baixa escolaridade e pouca renda. Entre os que concluíram apenas o ensino fundamental, 41% afirmaram que votariam no candidato apoiado pelo petista. Já no grupo com renda de até dois salários mínimos por mês, 35% afirmaram que fariam o mesmo. 

Denúncia contra Michel Temer

Também nesta segunda-feira (2), o jornal Folha de S.Paulo divulgou outro recorte do levantamento do Datafolha indicando que a grande maioria da população brasileira defende que a Câmara dos Deputados autorize o prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer.

Apenas 7% dos entrevistados pelo instituto acreditam que os deputados devem rechaçar a denúncia oferecida por Rodrigo Janot contra o presidente, enquanto 89% das pessoas ouvidas defenderam a continuação do processo contra Temer, que é acusado de praticar crimes de organização criminosa e obstrução à Justiça.

Também são alvos da denúncia os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), além de nomes que não detêm prerrogativa de foro privilegiado. Compõem esse grupo os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o empresário Joesley Batista.

As pesquisas do Datafolha sobre as chances de Lula nas eleiçlões e a denúncia contra Temer foram realizadas entre os dias 27 e 28 deste mês, com 2.772 entrevistados em 194 cidades do País. Segundo o instituto, a margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.