Hotéis de Natal e Pipa atingem ocupação máxima na passagem do ano - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

29/12/2017

Hotéis de Natal e Pipa atingem ocupação máxima na passagem do ano


Quem ainda quiser reservar um dos mais de 27 mil leitos existentes em hotéis e pousadas de Natal para as festas de fim de ano terá que contar com um desses fatores imponderáveis da vida: a sorte. Segundo a Associação da Indústria de Hotéis no RN, José Odécio Júnior, 100% da ocupação está concluída ou em vias de acontecer, com pouquíssimas exceções aqui e ali.

“São uns 4% mais do que na mesma época um ano atrás”, diz Odécio, dono de um hotel em Pipa, o mais famoso destino do RN depois da Capital. “Tanto lá, no Litoral Sul, quanto em São Miguel do Gostoso, no Litoral Norte, não há mais quartos disponíveis, a menos que se procure com lupa”, assegura o presidente da ABIH.

Em algum lugar da África do Sul, onde passa férias, o secretário de Turismo de Natal, Ruy Gaspar, disse por telefone nesta quinta-feira, 28, ao Agora RN que só o Réveillon renderá ao turismo de Natal e Pipa e outros pontos mais divulgados um movimento superior a R$ 100 milhões no período das festas, considerando o gasto médio entre R$ 300 a R$ 500 per capita por turista/ dia.

Durante toda a alta temporada, que começou oficialmente no último dia 15 e termina no fim de janeiro, a previsão é de um movimento de 355 voos extras que, somada à malha regular, atingirá 2.722 voos entre pousos e decolagens no aeroporto Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante.

O presidente regional da ABIH, José Odécio, estima durante toda a alta temporada um movimento de R$ 1,5 bilhão para todos os 50 segmentos que compõem a cadeia do turismo. A hotelaria responde por 15% desse movimento.