Na prisão: irmãos Joesley e Wesley não tiveram comidas natalinas - Joabson Silva

NOVAS

28/12/2017

Na prisão: irmãos Joesley e Wesley não tiveram comidas natalinas


Os irmãos Joesley e Wesley Batista, da JBS, presos na superintendência da Polícia Federal, em São Paulo, não contaram com uma ceia natalina neste feriado. A informação foi adiantada nesta quarta-feira (27), pela coluna de Mônica Bérgamo, da Folha de S. Paulo.

Contudo, antes dos dias do feriado natalino, 24 e 25 de dezembro, os irmãos Batista receberam as respectivas famílias. Mais precisamente na quinta (21), dia em que são realizadas as visitas semanais.

Prisão

Presos desde setembro deste ano, os irmãos Batista são acusados de omitir informações, no acordo de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal.

Desde que o escândalo estourou, a estratégia adotada pelos Batista tem sido preservar o máximo que puderem a JBS, fundada pelo seu pai em 1953, e vender todo o resto para pagar dívidas e acalmar os credores.

Os irmãos venderam também Alpargatas (R$ 3,5 bilhões), Vigor (R$ 4,3 bilhões), metade da Itambé (R$ 600 milhões), e as operações da JBS no Mercosul (R$ 1 bilhão).

Eles têm ainda o Banco Original (avaliado em R$ 2,2 bilhões), as termelétricas da Âmbar (R$ 800 milhões) e a empresa de higiene e limpeza Flora (R$ 400 milhões).