Por que é tão comum uma mulher fazer cocô durante o parto? - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

29/12/2017

Por que é tão comum uma mulher fazer cocô durante o parto?


Isso porque ele envolve sangue e uma quantidade razoável de outros líquidos. No entanto, esse momento tão natural e fisiológico envolve uma grande quantidade de hormônios, muita ação de diversos músculos pélvicos e muita força feita pela mulher. Com isso, é extremamente comum que uma mulher, acidentalmente, faça cocô durante o parto. No entanto, os médicos garantem que isso é completamente natural e que não há motivo para preocupação ou vergonha.

A razão para que isso aconteça é bem simples: os músculos usados para empurrar o bebê para fora do corpo são os mesmos utilizados durante a evacuação. Além disso, a proximidade entre o canal vaginal e o canal do ânus faz com que o bebê acabe empurrando o reto quando está nascendo, o que ajuda a espremer e libertar tudo que está próximo a essa saída.

Segundo especialistas, quando uma mulher entra em trabalho de parto, o corpo começa a liberar diversos hormônios, fazendo com que muitas delas sintam vontade de fazer cocô. Essa vontade é semelhante ao que acontece durante a menstruação. No entanto, esse sintoma pode justamente identificar que o neném está pronto para nascer. Segundo a médica obstetra, Nathalia Leister: “Isso acontece muito e não é prejudicial de maneira alguma”, disse em entrevista para o portal Uol.

Agora que você já sabe que não existe nenhum problema ou vergonha nisso, os médicos orientam que as mulheres não segurem o cocô durante o processo de nascimento do bebê, pois isso pode, de alguma forma, atrapalhar o evento do parto natural: “O parto é entrega. Se a mulher sente qualquer sensação semelhante à de evacuar e trava, ela está também travando o canal vaginal e dificultando a saída do bebê”, é o que diz o obstetra Alberto Guimarães, da rede Parto sem Medo.