Ação do tráfico foi responsável por mais de 60% dos assassinatos no RN em 2017 - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

18/01/2018

Ação do tráfico foi responsável por mais de 60% dos assassinatos no RN em 2017


Dados divulgados no último dia 10 de janeiro pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (COINE) da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) sobre os números finais dos Crimes Violentos Letais Intencionais registrados no Rio Grande do Norte em 2017 apontam que 60,5% dos CVLIs contabilizados no estado foram influenciados por ação de tráfico de drogas.

Ao todo, foram registrados 2.383 crimes violentos em solo potiguar no último ano (dado 20,4% maior do que o registrado em 2016), dos quais 1.441 foram classificados pela Secretaria de Segurança como consequência da ação do tráfico. A segunda classificação mais apontada como causas dos crimes foi a violência interpessoal, que registrou 421 casos (17,7% do número total).

Também aparecem no relatório da COINE casos de mortes violentas classificadas por violência patrimonial (7,1% do número geral), ação típica de Estado (5,8%) e “outras” (2,5%). Vale lembrar, no entanto, que 6,3% dos CVLIs aparecem no relatório com a macrocausa ainda “não identificada”.

Tipologia

Ainda segundo os números divulgados pela Secretaria de Segurança, 77,1% dos crimes violentos letais intencionais contabilizados no RN em 2017 foram classificados como homicídio (1.837 casos). A segunda tipologia com maior número de registros foi a lesão corporal seguida de morte, com 12,6%. Em seguida aparece a ação típica de Estado, com 5,8%, latrocínio (3,5%) e feminicídio (1%).