Seleção feminina sub-20 é campeã sul-americana com massacre - Joabson Silva

NOVAS

02/02/2018

Seleção feminina sub-20 é campeã sul-americana com massacre


A seleção brasileira feminina sub-20 segue imbatível na América do Sul. Na noite de quarta-feira, a equipe confirmou a sua soberania continental ao massacrar o Paraguai por 8 a 1, em Ambato, no Equador, pela última rodada da fase final do Campeonato Sul-Americano.

Esta foi a oitava edição do torneio, sendo que a seleção brasileira feminina venceu todas. E a nova conquista classificou a equipe para o Mundial Sub-20, que neste ano vai ser disputado na França, de 5 a 24 de agosto, assim como o Paraguai, por ter sido o vice-campeão. O Brasil, porém, nunca venceu o torneio feminino de juniores, sendo que o terceiro lugar em 2006 foi o seu melhor desempenho.

Na partida decisiva, Geyse foi o principal destaque brasileiro ao marcar cinco gols. Os outros foram feitos por Ana Vitória, Brenda e Valéria, sendo que Chammorro anotou para a seleção paraguaia. Esse, aliás, foi o único gol sofrido pelo Brasil em todo o torneio.

“O nosso combinado desde a preparação era não tomar gol no campeonato. Infelizmente tomamos um no último jogo, mas acho que mostramos nosso potencial e desempenhamos um bom papel durante a competição”, avaliou a goleira Kemelli.

O Brasil disputou o seu último jogo no torneio com a seguinte escalação: Kemelli, Isabella (Juliana), Thais Regina, Andressa e Thais; Ana Vitória, Angelina e Victória; Brenda (Valéria), Geyse e Kerolin (Karla).

Na sua campanha no Sul-Americano Sub-20, disputado no Equador, a seleção passou na fase de grupos por Chile (3 a 0), Venezuela (2 a 0), Uruguai (3 a 0) e Bolívia (5 a 0). Depois, na etapa decisiva, goleou Colômbia (4 a 0), Venezuela (5 a 0) e Paraguai. E Geyse fechou o torneio como artilheira, com 12 gols.

“Fico muito feliz em ter feito tantos gols, mas esse mérito não é só meu. Só consigo fazer os gols graças às minhas companheiras e por isso, dedico o troféu de artilheira a elas e também à minha família”, celebrou Geyse.