Temer evita comentar ação da Polícia Federal contra seus ex-assessores e amigos - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

30/03/2018

Temer evita comentar ação da Polícia Federal contra seus ex-assessores e amigos


O presidente Michel Temer evitou comentar sobre a operação da Polícia Federal contra os ex-assessores José Yunes e o coronel João Batista Lima, amigos do presidente. Em discurso, ele afirmou que os adversários terão que fazer “malabarismo” para criticar a sua gestão e não deu declarações à imprensa durante a inauguração do novo aeroporto de Vitória, no Espírito Santo.

“Em período eleitoral, os adversários terão de fazer muito malabarismo para nos criticar”, declarou o presidente

A intenção de Temer era aproveitar a inauguração do novo Aeroporto Eurico de Aguiar Salles, em Vitória, como forma de demostrar avanços em seu governo e fortalecer sua pré-candidatura ao Planalto. O complexo aeroportuário, que inclui um terminal de passageiros com 29,5 mil metros quadrados e uma pista de pouso de 2.058 metros de comprimento, consumiu R$ 559,4 milhões dos cofres federais.

A prisão de amigos próximos na Operação Skala, contudo, atrapalharam os planos de Temer. Ele falou por quatro minutos em tom de campanha, mas sem entusiasmar os presentes. As palmas mais fortes vieram de políticos que compunham sua comitiva e autoridades locais.

Na manhã desta quinta foram presos o empresário e advogado José Yunes, o presidente da empresa Rodrimar, Antonio Celso Grecco, o ex-ministro de Agricultura Wagner Rossi e o coronel da reserva da PM João Batista de Lima Filho, conhecido como coronel Lima.

A cerimônia em Vitória foi isolada, no novo terminal aéreo que fica distante cerca de um quilômetro da avenida que dá acesso ao complexo aeroportuário. Apenas convidados e credenciados tiveram acesso ao evento.

Três faixas de agradecimento a Temer foram fixadas na parede. Uma delas citava também os ministros Dyogo Oliveira, do Planejamento, Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Maurício Quintella, dos Transportes, Portos e Aviação Civil, que deixa o cargo nesta quinta-feira. Presente à inauguração, o ministro da Fazenda e provável candidato ao Planalto, Henrique Meirelles, não foi lembrado na homenagem.

O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung não compareceu à cerimônia de inauguração do aeroporto. Ele foi representado pelo vice, Cesar Colnago. A assessoria de Hartung não explicou a ausência do governador.