Câncer já é a principal causa de morte em 11 municípios potiguares - Joabson Silva

NOVAS

18/04/2018

Câncer já é a principal causa de morte em 11 municípios potiguares


O câncer já é a principal causa de morte em 11 dos 167 municípios do Rio Grande do Norte, e a estimativa é que a situação se agrave nos próximos anos. Essa foi a principal conclusão de um estudo inédito feito pelo Observatório de Oncologia do movimento Todos juntos contra o Câncer em parceria com o Conselho Federal de Medicina, com base em números do Sistema de Informações da Mortalidade.

De acordo com o levantamento, o RN está em segundo lugar no ranking de estados nordestinos com mais cidades onde o câncer é a principal causa de morte. Está empatado com a Bahia (também com 11), atrás apenas da Paraíba, que tem 15 municípios nesta condição.

Para a coordenadora do movimento e presidente e da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE), Merula Steagall, o objetivo do estudo é contribuir para um melhor planejamento das ações de controle, prevenção e tratamento da doença no Brasil.

“O aumento da mortalidade pela doença aqui está relacionado, também, às dificuldades enfrentadas pelo paciente para o diagnóstico e para o acesso ao tratamento. Diversos tipos de câncer são preveníveis e outros têm seu risco de morte significativamente reduzido quando diagnosticado precocemente. Nosso objetivo é alertar e engajar os múltiplos atores a somarem esforços no combate ao câncer”, destacou Merula.

Em todo o país, os dados mostram que a maior parte das cidades onde o câncer já é a principal causa de morte está localizada em regiões mais desenvolvidas. Dos 516 municípios onde os tumores matam mais, 80% ficam no Sul (275) e Sudeste (140). No Nordeste, estão 9% dessas localidades (48); no Centro-Oeste, 7% (34); e no Norte, 4% (19).

Para o superintendente da Liga Norte-rio-grandense contra o Câncer, Ricardo Curioso, o levantamento prova que o perfil de mortalidade tem mudado no Rio Grande do Norte. “O câncer está começando a ganhar o primeiro lugar entre as causas naturais. É uma preocupação muito grande, pois a população está vivendo mais e o câncer costuma acometer as pessoas após os 50 anos de idade”, diz Ricardo.

Atualmente, segundo o diretor da Liga, os casos mais comuns de câncer são os de mama, intestino grosso e colo do útero entre as mulheres e os de próstata, pulmão e intestino grosso entre os homens.

O nível de resolutividade das doenças, de acordo com Ricardo, é alto no Rio Grande do Norte, mas ele defende mais investimentos para o setor de oncologia, já que a demanda tem aumentado nos últimos anos. “Temos uma rede de oncologia muito interessante no estado. Só em Natal temos quatro centros especializados nisso. A cobertura é razoável, embora ainda não ideal. Mas a rede, considerando o crescimento da demanda, tem que aumentar”, finaliza Ricardo, apontando que o melhor tratamento continua sendo a prevenção. “Isso depende do sistema municipal de saúde, que é que faz a assistência básica”.

LISTA DE MUNICÍPIOS ONDE O CÂNCER É PRINCIPAL CAUSA DE MORTE (CASOS EM 2015)

São José do Campestre – 18
Messias Targino – 9
Ouro Branco – 7
Senador Elói de Souza – 7
Rafael Fernandes – 7
Parazinho – 7
Serrinha dos Pintos – 6
Pilões – 6
Pedra Grande – 5
Taboleiro Grande – 2
Santana do Seridó – 2