Delegados da PF no Paraná querem transferência de Lula - Joabson Silva

NOVAS

11/04/2018

Delegados da PF no Paraná querem transferência de Lula


A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em uma sala na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba gerou a primeira reação contrária. Nesta quarta-feira (11), o SinDPF/PR (Sindicato dos Delegados de Polícia Federal do Estado do Paraná) enviou um ofício ao chefe do órgão no Estado em que solicita a transferência do petista.

Segundo o SinDPF/PR, desde que o petista foi levado à Superintendência, tem havido “invasão” da região próxima ao prédio por “centenas de pessoas ligadas a movimentos sociais e outras facções, por questões de segurança, foi determinado o bloqueio de acessos e demais medidas assecuratórias, causando graves inconvenientes e atrasos nos atendimentos e ações policiais”.

A sala na PF, separada da carceragem, foi determinada pelo juiz Sérgio Moro para garantir a integridade física e a segurança do ex-presidente.

No entanto, desde sábado (7) à noite, quando o petista chegou ao prédio, militantes se reúnem em acampamentos próximos. A Polícia Militar teve que isolar um perímetro nas proximidades e somente pessoas autorizadas, incluindo moradores, podem acessar o local.

Os agentes ressaltam que “há comprovados riscos à população que reside no entorno do prédio da PF, aos policiais federais e demais integrantes do sistema de segurança pública que moram nas imediações da Sede da Polícia Federal, ao passo que os alguns invasores, que já se instalaram com barracas e determinada estrutura, já estão promovendo ações no sentido de intimidar estas pessoas”.

O sindicato acrescenta que “a medida mais acertada seria a transferência imediata do ex-presidente para uma unidade das Forças Armadas, que possua efetivo e estrutura à altura dos riscos envolvidos”.

A Polícia Federal e a Justiça Federal no Paraná ainda não se pronunciaram a respeito do pedido.