Pré-candidata ao Senado, Zenaide dobra gastos com divulgação pagos pela Câmara - Blog do Joabson Silva | Opinião e notícia

NOVAS

03/04/2018

Pré-candidata ao Senado, Zenaide dobra gastos com divulgação pagos pela Câmara


A campanha eleitoral só começa oficialmente em agosto, contudo, ao que parece, alguns deputados federais da bancada potiguar já estão preocupados em como estão sendo vistos pela imprensa e pela sociedade. Tanto é que, segundo a Câmara dos Deputados, a despesa de alguns federais potiguares com “divulgação da atividade parlamentar” quase que dobrou nos primeiros meses deste ano.

Um dos exemplos disso é a deputada federal Zenaide Maia, atualmente no PHS. A parlamentar, que é pré-candidata ao Senado Federal, gastou R$ 14 mil em janeiro de 2017 com divulgação. No mês seguinte, subiu a despesa para R$ 17 mil. Em janeiro e fevereiro deste ano eleitoral, a despesa quase dobrou e foi de R$ 29 mil por mês. Somando todas as despesas pagas com dinheiro público da cota parlamentar, Zenaide gastou mais de R$ 100 mil apenas em janeiro e fevereiro deste ano – os dados de março ainda estão em aberto.

É importante esclarecer que Zenaide Maia, considerando todo o ano de 2017 e não apenas os dois primeiros meses, teve um gasto médio com divulgação de R$ 20 mil. A exceção a essa média foi em junho, quando a deputada/pré-candidata ao Senado utilizou R$ 31,5 mil do dinheiro público disponibilizado pela Câmara para divulgação. Foram 14 pessoas físicas e jurídicas que receberam da parlamentar para prestar serviços nessa área para ela.

Ainda de acordo com o site da Câmara dos Deputados, Zenaide Maia fez sete pagamentos de R$ 1 mil, quatro de R$ 2 mil, um de R$ 2,5 mil, um de R$ 6 mil e mais um de R$ 8 mil.

Já no caso das despesas registradas já neste ano eleitoral, em janeiro e fevereiro, foram acrescentadas empresas ligadas a produção de vídeos e mixagem de áudio, como a GP Cobertura Jornalística, que recebeu R$ 2,5 mil por mês; e a Método Projetos e Serviços LTDA, para quem o gabinete da deputada pagou R$ 8,8 mil em cada mês.

OUTROS NOMES

É bem verdade que, apesar de apresentar a maior evolução na despesa com divulgação em ano eleitoral, Zenaide Maia não foi a única da bancada federal potiguar a passar por isso. Os deputados Rafael Motta (PSB) e Beto Rosado (PP) também gastaram consideravelmente mais em 2018 que no mesmo período de 2017. Rafael Motta, por exemplo, saiu de R$ 10,4 mil em janeiro e fevereiro para R$ 17,7 mil em janeiro e R$ 21,2 mil em fevereiro. Beto foi de R$ 9,6 mil em janeiro de 2017 para R$ 15,5 mil em 2018. Considerando fevereiro, o salto foi de R$ 7,5 mil para 16,5 mil.

Por outro lado, houve também quem cortou os gastos. O deputado federal Fábio Faria, do PSD, gastou R$ 11,1 mil por mês no início do ano passado. Agora, tem gastado “apenas” R$ 7,1 mil. Walter Alves, do MDB, saiu de R$ 15 mil em fevereiro para R$ 7,5 mil. Antônio Jácome, do PODEMOS, chegou a ter R$ 43,4 mil em fevereiro de 2017 para uma despesa de “só” R$ 16 mil em 2018.