RN dispõe de oito serviços especializados no tratamento de microcefalia - Joabson Silva

NOVAS

17/04/2018

RN dispõe de oito serviços especializados no tratamento de microcefalia


A Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência (RCPD) conta com mais um serviço habilitado pelo Ministério da Saúde. A Clínica Pedagógica Professor Heitor Carrilho, localizada no bairro de Neópolis, em Natal, é o novo serviço de reabilitação disponível ao Sistema Único de Saúde (SUS), e vai atender as crianças com sequelas do Zika vírus e STORCH (sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovirose e herpes simples). A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio da RCPD, tem apoiado os municípios junto ao Ministério da Saúde no sentido de habilitar novos pontos de atenção em reabilitação para as pessoas com deficiência.

A Clínica Pedagógica Professor Heitor Carrilho é uma entidade filantrópica sem fins lucrativos, fundada em 5 de abril de 1955, que atende gratuitamente crianças, jovens e adultos auxiliando no seu desenvolvimento cognitivo – social e psicomotor.

A habilitação será um ganho importante para as pessoas com deficiência física e intelectual do RN, em especial as crianças com microcefalia, pois se somará aos sete serviços especializados em reabilitação, habilitados pelo Ministério da Saúde para atendimento pelo SUS, e com capacidade técnica para atender as crianças com microcefalia e\ou outras sequelas de infecção congênita.

“A Sesap vem trabalhando no sentido de apoiar os municípios por meio de uma ação conjunta que envolve as três políticas: Saúde, Educação e Assistência Social, para que as famílias e suas crianças com sequelas das STORCH possam ter a garantia do acesso ao cuidado em saúde, inclusão na escola e aos programas sociais além do apoio psicossocial as famílias”, explica a coordenadora da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência no Rio Grande do Norte (RCPD), Célia Melo. A Rede, em conjunto com a equipe técnica da Saúde da Criança da Sesap, coordena o trabalho para acompanhamento das crianças com casos de microcefalia confirmados e em investigação.

Com a nova habilitação, a RCPD/RN passa a ter oito Centros Especializados em Reabilitação (CER) nas sete regiões de saúde do Rio Grande do Norte, nos municípios de São José de Mipibu, Areia Branca, Guamaré, Santa Cruz, Pau dos Ferros, Macaíba e Natal, que conta agora com dois serviços. Em breve o município de Parnamirim terá serviço será habilitado.

Boletim apresenta situação da microcefalia no RN

A Sesap divulga as informações atualizadas até 31 de março de 2018 sobre a situação epidemiológica da microcefalia e outras malformações no Rio Grande do Norte. Em 2018 foram registrados cinco casos suspeitos de microcefalia e/ou outras malformações relacionadas às infecções congênitas.

O RN tem um total de 522 casos suspeitos notificados como suspeitos de microcefalia e/ou outras malformações relacionadas às infecções congênitas. Desses, quatro foram de nascimentos ocorridos em 2014, 342 em 2015, 151 em 2016, 19 em 2017 e 5 em 2018, os demais foram identificados após abortos ou durante o pré-natal.

Os casos notificados estão distribuídos em 97 municípios do estado. Do total, 150 foram confirmados, 244 foram descartados, 2 foram inconclusivos, 124 estão sob investigação 2 dois foram classificados como prováveis. Os casos são considerados descartados quando apresentam exames normais, apresentam microcefalia e/ou malformações congênitas por causas não infecciosas ou não se enquadram nas definições de caso.

Os confirmados ocorreram em maior número entre agosto de 2015 e fevereiro de 2016, e estão distribuídos em 49 municípios do Estado.