RN quer atrair novas empresas ao alongar em 10 anos duração de incentivo na tarifa do gás - Joabson Silva

NOVAS

12/04/2018

RN quer atrair novas empresas ao alongar em 10 anos duração de incentivo na tarifa do gás


Depois da Cerâmica Elizabeth, instalada desde o ano passado no Polo Industrial de Goianinha, a 3 Corações, do segmento café, é a segunda na fila a se beneficiar com a prorrogação da validade do programa RN Gás Mais, que reduz substancialmente o preço do metro cúbico do insumo para as empresas que gerem empregos de maneira sustentável,

No ano passado, decreto do governador aumentou de 15 para 25 anos o tempo máximo de duração do incentivo, renovável a cada cinco anos, de acordo com a resposta da empresa nos quesitos exigidos.

Para indústrias consumidoras de gás em seus processos de produção, o programa, que redefiniu seu alcance no ano passado, proporciona uma redução de até 1/3 no preço cobrado pelo insumo, podendo gerar uma economia nada desprezível de R$ 2 milhões/mês, dependendo do tamanho da operação.

“É claro que uma economia dessas atinge empresas que produzem e empregam muito, mas há casos de outras bem menores que chegam a atingir de R$ 20 mil a R$ 500 mil de economia mensal na tarifa”, explicou nesta quinta-feira, 12, Otomar Lopes, secretário de Desenvolvimento Econômico.

Segundo o secretário, ao prorrogar por mais 10 anos o incentivo do RN Gás Mais, “o Estado inteligentemente aumentou seus atrativos para novos investimentos que tenham o gás como insumo básico de produção”.

Outra medida do governo para reintegrar empresas aos benefícios foi permitir o reingresso delas ao RN Gás Mais mesmo depois de terem entrado e deixado o programa. E a primeira empresa atingida pela decisão é a Raros de Óleos Essenciais, do Grupo Gaspar, que teve seu pedido de retorno aprovado na última terça-feira.

“Ao alongar o benefício, tendo em troca compromissos ligados à geração de empregos e produção que propicie aumentar a arrecadação estadual, o RN usa muito bem a disponibilidade de gás natural no Estado, que é uma de suas grandes vantagens competitivas”, lembra o secretário de Desenvolvimento Econômico.

No caso do RN Gás Mais, o incentivo é calculado diretamente sobre o preço do gás consumido, de acordo com o projeto econômico. A operacionalização do programa é da Potigás, que gerencia os contratos com as empresas.