Super-herói brasileiro que mata políticos chega ao cinema - Joabson Silva

NOVAS

17/04/2018

Super-herói brasileiro que mata políticos chega ao cinema


“A corrupção criou seu maior inimigo. Um vigilante tomado pela indignação das ruas se torna o símbolo de resistência de um país. Ninguém será poupado.”

A sinopse do filme O Doutrinador, que chega aos cinemas em setembro, já deixa claro: não vai faltar sangue, violência e justiça sendo feita com as próprias mãos. As mãos em questão são de Miguel, um agente federal que após uma tragédia pessoal passa a ter uma única meta: exterminar todo e qualquer corrupto, limpando o Brasil.

A obra no cinema faz parte de um plano inovador no Brasil. Nascido nas HQs, o personagem de Luciano Cunha passou por um caminho de conquista de fãs, atuando em eventos reais como os protestos pelo aumento da passagem, que aconteceram em São Paulo. Após o lançamento do filme, o personagem será protagonista de uma série e será vivido pelo mesmo ator, Kiko Pissolato.

É a primeira vez que vemos um plano transmídia para um personagem brasileiro. Para você ter uma ideia, a Turma da Mônica, cujos quadrinhos são um sinônimo de HQ brasileira, nunca teve um projeto semelhante.