22 de maio: dia de reconhecer os heróis do Sistema Penitenciário do RN - Joabson Silva

NOVAS

22/05/2018

22 de maio: dia de reconhecer os heróis do Sistema Penitenciário do RN


O dia 22 de maio para muitos pode ser mais um dia. Mas para os Agentes Penitenciários do Rio Grande do Norte, a data significa um marco histórico de reconhecimento profissional, pois, em 2011, foi instituída como o Dia do Agente Penitenciário do RN, através da Lei Ordinária 9.505, de autoria da deputada Márcia Maia e aprovada na Assembleia Legislativa.

Neste dia, precisamos falar sobre a importância dessa categoria em nossa sociedade. Muitas vezes descriminados, muitas vezes perseguidos, os profissionais do Sistema Prisional são, na verdade, heróis anônimos.

Os Agentes Penitenciários trabalham diretamente com aqueles que vivem às margens da sociedade, convivem diariamente com aqueles que matam, roubam, agridem, estupram ou praticam tantos outros tipos de crimes.

Para muitos, é inimaginável ter contato com essas pessoas. Para os Agentes Penitenciários, porém, isso é uma missão. Coragem, determinação e resiliência são características que fazem esses profissionais enfrentarem os riscos do trabalho de peito aberto.

Ser Agente Penitenciário é exercer uma das atividades mais perigosas do mundo, uma das mais estressantes, de acordo com estudos reais, e uma das que mais causam danos à saúde mental e física.

Por isso, não podemos deixar esse dia 22 de maio passar despercebido. Não podemos deixar esses profissionais esquecidos e desmotivados. O Rio Grande do Norte e o Brasil precisam urgentemente reconhecer e valorizar esses homens e mulheres.

Não podemos esquecer ainda de saudar os primeiros desbravadores do Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte, aqueles que primeiro vestiram a farda de Agente Penitenciário e com bravura, coragem e determinação lutaram pelo reconhecimento da carreira e, ainda hoje, lutam por valorização e crescimento profissional.

O Sindasp-RN, entidade que representa a categoria, ressalta que para uma sociedade mais segura e para uma transformação social é preciso que se tenha um olhar especial para o Sistema Penitenciário.

O Sindicato lembra ainda de casos reais de atentados contra a vida dos Agentes, como a morte de Maxwell André Marcelino, durante a tentativa de resgate de um preso em 2013 e, mais recente, em 2017, o assassinato de Thiago Jefferson Bezerra de Lima, simplesmente porque ele era agente penitenciário e morava em uma comunidade dominada por criminosos.

A população não sabe da rotina dos profissionais do Sistema Penitenciário, não conhece a falta de estrutura nos presídios, não tem noção da insalubridade, das doenças, das mazelas. Aqueles que conhecem essa realidade e deveriam agir, que são nossos governantes, na maioria das vezes, preferem fechar os olhos para esses problemas, preferem perseguir e criminalizar os Agentes Penitenciários, em uma total inversão de valores.

Que este dia 22 seja mais que uma data comemorativa e de homenagem aos Agentes Penitenciários. Que este dia possa representar o início de uma conscientização social e de mudança de postura daqueles que podem fazer as reestruturações necessárias. Para um Sistema Penitenciário eficaz, é preciso valorizar os heróis anônimos que estão na linha de frente.

Portal no Ar