Pastor é preso após pregar no fim da sessão de “Vingadores: Guerra Infinita” - Joabson Silva

NOVAS

08/05/2018

Pastor é preso após pregar no fim da sessão de “Vingadores: Guerra Infinita”


Uma sessão de “Vingadores: Guerra Infinita” acabou em confusão quando um espectador começou pregar após o final do filme. Em 26 de abril, nos cinemas Harkins Mountain Grove em Redlands (Califórnia), um homem levantou-se e começou a gritar uma mensagem sobre Deus.

Acreditando que seria uma ameaça, do tipo que aconteceu 2012, quando um homem abriu fogo contra as pessoas que assistiam a uma sessão de “O Cavaleiro das Trevas Ressurge”, alguns espectadores começaram a fugir.

No cinema da Califórnia houve correria e algumas pessoas se machucaram. Os funcionários chamaram a polícia, que prendeu o autor da pregação não autorizada. Trata-se do pastor Michael Webber. Ele justificou-se, afirmando que já tinha feito a mesma coisa em outras sessões de cinema e levantou as mãos para que o público visse que estava desarmado.

A polícia de Redlands prendeu Webber, acusando-o de usar linguagem ofensiva e de perturbação pública, um delito menor.

O pastor de 28 anos, que lidera o Ministério Verdade e Triunfo, disse que muitas vezes evangeliza nos cinemas. Em entrevista ao The Christian Post, ele conta que foi tratado pela mídia como um “terrorista”, o que lhe causou problemas.

“Sou um grande fã desses filmes de super-heróis. Como já fiz em várias outras ocasiões, esperei até o final do filme, quando os créditos finais começam a surgir na tela, para levantar a voz e pregar o Evangelho. Eu tenho um roteiro que eu sigo, para ter certeza de que minha mensagem seja concisa, consistente com as Escrituras, e para garantir que eu seja claro”, revela.

Naquela noite, o que ele disse foi: “Quero que todos aqui saibam que Deus ama você e que Ele tem um plano maravilhoso para a sua vida. Se há alguém aqui que não tem certeza se passaria a eternidade no céu? Eu tenho uma boa notícia, pois a Bíblia diz: “Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3:23) e “O salário do pecado é a morte, mas o dom de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. “(Romanos 6:23).” E todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo “(Romanos 10:13)”.

Em seguida, pediu que as pessoas repetissem com ele uma oração. O pastor acredita que a confusão no cinema ocorreu por que as luzes do cinema não se acenderam quando os créditos começavam. Insiste que não fez nenhum tipo de ameaça e não percebeu que havia pessoas fugindo quando ele falou em “morte”.

Pouco tempo depois, entraram na sala alguns funcionários do cinema, acompanhado de seguranças. Eles acompanharam o pastor e sua esposa até o lado de fora e ele viu que havia um grupo de pessoas esperando por ele, e começaram a gritar com ele e xingar.