“Vamos gerar muitos empregos, que é o que eu sei fazer”, diz Flávio Rocha - Joabson Silva

NOVAS

04/05/2018

“Vamos gerar muitos empregos, que é o que eu sei fazer”, diz Flávio Rocha


A seis meses para eleição do novo presidente do Brasil, um dos 16 pré-candidatos, confirmado para disputar o pleito, já está colocando seu plano de campanha em ação. Flávio Rocha (PRB), o empresário nordestino conhecido por suas funções no comando de um Grupo empresarial que emprega mais de 40 mil pessoas, tem andado pelo Brasil em busca de eleitores. E se é com promessas que se conquista o eleitorado, Flávio Rocha está usando uma estratégia que tem feito os olhos do brasileiro brilhar. O empresário anda dizendo que vai continuar fazendo o que sabe fazer: gerar empregos.

Diante de uma crise econômica e com uma taxa de cerca de 13,7 milhões de desempregados que tem aterrorizado os brasileiros, Flávio Rocha traz consigo a experiência de um negócio de família que se transformou no Grupo Guararapes, um conglomerado de empresas que hoje é um dos 15 maiores empregadores do país. E é com essa experiência, que Flávio Rocha espera concretizar o seu mais novo projeto de ocupar o posto de presidente do Brasil.

Para isso, o empresário nordestino, que já foi deputado federal por dois mandatos (1987-1990/1991-1994), tem cumprido uma agenda de viagens pelo Brasil e investido em um trabalho de comunicação e divulgação de suas andanças. Um de seus locais de visita nesta semana foi a cidade de Jundiaí, interior de São Paulo, onde fez uma caminhada no calçadão da cidade e conversou com a população. Em sua fala, o empresário destacou como a “ensinamento da empresa privada pode” pode contribuir para o atual momento político do Brasil. No vídeo de divulgação da visita À Judiaí, imagens de Flavio Rocha caminhando nas ruas e pelo comércio da cidade, fazendo o “corpo a corpo”, tão útil em em campanhas eleitorais, mostra que o pré-candidato não está para brincadeira e promete poderosa estrutura de campanha.

A seu favor, Flávio Rocha conta ainda com um alto poder de investimento financeiro em sua campanha, fruto dos negócios da família, além de estar fora de brigas judiciais que tem figurado como uma assombração entre os pré-candidatos a presidente. Mas, apesar desses pontos positivos, até outubro, só o tempo dirá se o discurso de empresário experiente que vai acabar com o desemprego, irá conquistar o povo brasileiro.