Vovó nazista: alemã de 89 anos é condenada por negar Holocausto - Joabson Silva

NOVAS

07/05/2018

Vovó nazista: alemã de 89 anos é condenada por negar Holocausto


A “vovó nazista” foi detida nesta segunda-feira (7) em Bielefeld, cidade na região oeste da Alemanha. Ursula Haverbeck, de 89anos, vai cumprir uma pena de dois anos de prisão por negar o Holocausto, informou o Ministério Público.

Em agosto do ano passado, a alemã foi condenada por incitação ao ódio racial em oito casos. Ela, que é ícone dos neonazistas, deveria ter se apresentado para o cumprimento da sentença, mas isso não ocorreu, noticia o UOL. Com o fim do prazo, foi emitida uma ordem de prisão contra Ursula, que foi detida em casa.

Em diversas entrevistas para o jornal neonazista “Stimme des Reiches”, Haverbeck garantia que Auschwitz não foi um campo de extermínio, mas apenas de trabalho. Os advogados sustentaram que os artigos deveriam ser amparados pelo direito à liberdade de expressão.

A “vovó nazista” já tinha sido condenada outras seis vezes por negar o massacre, seja nos tribunais, através de artigos ou com uma carta ao Conselho Central dos Judeus da Alemanha.