Maior doador de sangue do planeta é servidor público e reside em Natal - Joabson Silva

NOVAS

16/06/2018

Maior doador de sangue do planeta é servidor público e reside em Natal


O servidor público Paulo Neris, de 52 anos, é o maior doador de sangue do planeta e mora na capital potiguar. Em entrevista ao programa Cidade Agora, da 94FM, apresentado pelo jornalista Alex Viana, Neris disse que começou a doar sangue nos anos 60 e seguiu o exemplo do seu pai. São 34 anos desta prática humanitária e cristã, de amar ao próximo como a si mesmo, totalizando 269 doações – número que será modificado na próxima semana.

Paulo Neris irá ao Hemonorte fazer a próxima doação e garantir a vida de quatro pessoas – número que uma bolsa de sangue pode salvar. Cristão convicto, Paulo Neris busca seguir o único mandamento deixado por Jesus: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”. Com o tipo sanguíneo A+, Paulo Neris comentou que doar sangue também é uma forma de perpetuar a existência, pelo fato de muita gente já ter sido salva com o sangue dele.

Para Neris, o mais importante na doação é manter a esperança na vida. “Quem precisa de sangue está gravemente doente”, disse Neris, que já doou sangue em quase todas as capitais do País e até mesmo no exterior. Na qualidade de doador, Paulo Neris avalia que deveria existir mais espaços de coleta de sangue e acredita que o Shopping Center é o lugar ideal para esta atividade porque reúne muita gente de forma confortável.

Conhecedor profundo em doação de sangue, Paulo Neris esboçou lamentação no Dia Mundial do Doador de Sangue, que foi comemorado no dia 14 de junho. O motivo: os baixíssimos estoques de sangue, quando o ideal seria um número de 800 bolsas por dia. Na data comemorativa, Neris aproveitou a ocasião para dar uma sugestão aos administradores de hemocentros: que este ato de amor ao próximo seja feito com hora marcada.

Em todos esses anos como doador de sangue, há um fato que entristece Paulo Neris: a maior parte das pessoas só doa sangue quando é para um ente querido. Nem por isso ele deixará de ser doador: “doarei sangue até a idade máxima permitida, porque quem salva uma vida, salva o mundo”, avisa. No encerramento da entrevista a Alex Viana, Paulo Neris fez um apelo à sociedade potiguar: “doem sangue com amor e alegria”.

Conheça os critérios para poder doar sangue

Ter idade entre 16 e 69 anos; pesar no mínimo 50 quilos; ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas; não ingerir bebidas alcóolicas nas 24 horas que antecedem a doação; não está gripado, resfriado ou com febre há no mínimo 7 dias; não estar em período de gravidez ou amamentação; não ter feito tatuagem há um ano e piercing há seis meses, ressaltando que piercing na boca ou genitália impedem a doação; não ter feito uso de drogas injetáveis; não ter visitado regiões onde houve surto de febre amarela nas últimas quatro semanas; não ter tido relações sexuais com pessoas que tem o risco de transmitir doenças nos últimos doze meses.

Confira quais as orientações após a doação:

Repouso de 15 minutos para evitar mal-estar; beber bastante líquido; evitar esforço físico por 12 horas; se tiver febre, diarreia ou outro sintoma de doença infecciosa até sete dias após a doação, comunicar imediatamente ao banco de sangue. Os homens podem doar até quatro vezes ao ano e as mulheres, três.