Professor afastado por licença médica aparece na Copa do Mundo - Joabson Silva

NOVAS

20/06/2018

Professor afastado por licença médica aparece na Copa do Mundo


Um professor da Escola Estadual Alcyone Moraes De Castro Vellozo, em Curitiba, deixou os alunos e colegas em estado de alvoroço. Afastado do trabalho desde 4 de maio por causa de uma licença médica de 60 dias, Norberto Pilon apareceu em fotos curtindo a Copa do Mundo da Rússia.

Na semana anterior ao Mundial, o professor publicou nas redes sociais que estava viajando para a Rússia, o que causou revolta entre os alunos. Norberto não publicou fotos no país da Copa, mas foi descoberto porque foi marcado em fotos por um amigo, segundo informações da rádio Banda B.

À rádio de Curitiba, uma professora que não quis se identificar explicou que a informação passada pela diretoria é que Norberto sofre de problemas psiquiátricos. “Se for investigar, ele já estava tramando isso há muito tempo, só não sei de que forma conseguiu esse atestado. Nós fomos pegos de surpresa… Ele já vinha dizendo para nós que viajaria na Copa, mas não acreditamos. Como que ele faria isso em pleno ano letivo?”, questionou.

A Secretaria de Educação do Estado do Paraná confirmou que o professor está de licença médica, mas não divulgou detalhes sobre a doença ou tratamento. “De acordo com a lei 6174/70, o funcionário pode fazer o que quiser no período de licença, com exceção de exercer atividade remuneratória”, diz a nota da assessoria de imprensa do Estado.

O servidor público pode fazer o que bem entender durante a folga, mas a Secretaria de Estado da Administração e da Previdência do Paraná (Seap) está investigando o caso. Segundo a entidade, uma análise preliminar apontou que uma viagem desse porte requer preparação e organização antecipada, como compra de passagens e de ingressos para os jogos. O professor será ouvido pela junta médica para dar explicações.