Representante do Ministério da Cultura entrega certificados do Pronatec no RN - Joabson Silva

NOVAS

02/06/2018

Representante do Ministério da Cultura entrega certificados do Pronatec no RN


Ampliando o acesso à educação profissional e cidadania, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) através da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) em parceria com o Ministério da Cultura realizou na última terça-feira, 29, e na quarta-feira, 30, a entrega de 402 certificados de conclusão de cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Os certificados foram entregues pelo Coordenador Geral de Formação Técnica, Gestão e Produção do Ministério da Cultura, Jorge Edson Garcia, juntamente com o Coordenador Geral do Pronatec na EAJ, Prof. João Inácio da Silva Filho.

Em fala, o representante do Ministério da Cultura, Jorge Edson Garcia, destacou a importância da oferta de cursos que fortalecem a economia criativa. “A cultura gera desenvolvimento, gera transformação. Vimos nos municípios visitados um potencial enorme para o desenvolvimento da economia criativa através das apresentações culturais e da Mostra de Empreendedorismo realizadas nos eventos. Parabenizamos a todos pelos trabalhos e destacamos que o Ministério da Cultura está com edital aberto para inscrição de projetos que valorizam a cultura popular e pode ser um ponta pé inicial para atuação desses jovens como empreendedores culturais”, pontua Jorge Edson Garcia.

Sobre o trabalho desenvolvido pela Universidade através da EAJ o representante do Ministério teceu muitos elogios e comentou sobre a pactuação de novos cursos. “A Escola Agrícola de Jundiaí desenvolve um trabalho muito valoroso, principalmente devido à cobertura que alcança no estado e pela diversidade de cursos que oferece. Para nós é muito importante contar com o apoio de um parceiro como este que já formou mais de 60 mil profissionais via Pronatec. No momento não há previsão para novos cursos devido ao período eleitoral que se aproxima. Vamos fazer a análise do que foi produzido para planejar as novas ofertas em 2019”, declarou o representante do Ministério.

Para o Coordenador Geral do Pronatec/EAJ/UFRN, Professor João Inácio da Silva Filho, é uma satisfação realizar a entrega de mais certificados de conclusão de cursos do Pronatec. “É sempre uma enorme satisfação participar de momentos como este que celebram a inserção socioprofissional de homens e mulheres do RN. Desde 2011, temos trabalhado abrindo as portas da Universidade cumprindo nossa missão institucional em ampliar o acesso à cidadania e educação. A todos nossos votos de sucesso”.

Durante as cerimônias, o Coordenador Geral do Pronatec/EAJ-UFRN realizou a entrega de um exemplar da revista institucional ‘Vidas Que Sonham’ que retrata a história dos alunos atendidos pelo Pronatec, além de certificados de reconhecimento profissional aos professores que atuaram nos municípios.

Para Francisco de Assis da Silva, ou melhor, o mestre Bebé” de 66 anos aluno do curso de Agente Cultural em Major Sales, a formação ofertada pelo Pronatec possibilitou a ampliação de seus conhecimentos na área cultural. Bebé soma mais de 50 anos de história nos grupos folclóricos criados por seu avô, e já adicionou dezenas de eventos regionais e nacionais em seu extenso currículo cultural. Porém, longe dos holofotes, o agricultor é só mais um homem simples do interior do Nordeste que, por falta de oportunidades, teve que largar os estudos e começar a trabalhar precocemente.

“O Pronatec é bom porque aqui realmente se aprende! Se eu, com a idade que tenho e com todo o tempo que vivo envolvido com a cultura, estou aprendi coisas que eu não sabia, imagina só quem é jovem. O foco das aulas foram questões ligadas a projetos, a organização de eventos, e eu antes não sabia lidar muito bem com isso, mas hoje, já consigo compreender até como que o tradicional pode andar lado a lado com a modernidade”, declarou Francisco.

No município de Major Sales foram entregues os certificados de Agente Cultural, Artesão de Artigos Indígenas, Artesão de Biojoias, Artesão em Bordado à Mão, Assistente de Produção Cultural, Confeccionador de Bijuterias e Comprador de Moda. Em Umarizal, Assistente de Produção Cultural, Agente Cultural e Condutor de Turismo em Espaços Culturais Locais. Em Serrinha dos Pintos, Assistente de Produção Cultural, Recreador Cultural e Artesão de Biojoias.