Mais de 20 municípios no RN estão com baixa vacinação para poliomielite - Joabson Silva

NOVAS

08/07/2018

Mais de 20 municípios no RN estão com baixa vacinação para poliomielite


A baixa cobertura vacinal em vários municípios brasileiros tem se tornado preocupante em todo o País. Somente no Rio Grande do Norte, 21 municípios estão com cobertura vacinal abaixo de 50% para a poliomielite. Enquanto isso, em todo o País esse número chega a 312 cidades. Os dados foram divulgados Ministério da Saúde.

A vacina faz parte do Calendário Básico Nacional e pode ser encontrada de forma gratuita em todas as unidades básicas de saúde de Natal. Devem ser imunizadas crianças a partir dos dois meses até menores de cinco anos.

O último caso registrado no Brasil da poliomielite foi em 1989. A vacinação contra a doença é a única forma eficaz de se prevenir a enfermidade. Ela é aplicada cinco vezes no total. As primeiras três doses são dadas, idealmente, aos dois, quatro e seis meses de vida do bebê. O primeiro reforço é com um ano e três meses de idade e o segundo, entre quatro e cinco anos.

A poliomielite é uma doença infecto-contagiosa aguda, causada por um vírus que vive no intestino, denominado poliovírus. A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas (forma subclínica) ou nenhum e estes são parecidos com os de outras doenças virais ou semelhantes às infecções respiratórias como gripe ou infecções gastrintestinais como náusea, vômito, constipação, dor abdominal e, raramente, diarreia. Cerca de 1% dos infectados pelo vírus pode desenvolver a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.

A doença pode ser transmitida através da boca, em contato com material contaminado com fezes, além da transmissão via oral por gotículas expelidas quando uma pessoa contaminada fala, espirra ou tosse.