Eliminado da Série C, ABC inicia dispensas e quer reduzir folha salarial em R$ 150 mil - Joabson Silva

NOVAS

14/08/2018

Eliminado da Série C, ABC inicia dispensas e quer reduzir folha salarial em R$ 150 mil


O ano acabou para o ABC após a eliminação na Série C do Campeonato Brasileiro. O time fechou a participação na competição nacional com uma derrota para o Atlético-AC no Frasqueirão - o Alvinegro já não tinha mais chances de se classificar. Sem futebol profissional até janeiro de 2019, quando começa o Campeonato Potiguar, o clube começou nesta semana o planejamento para a próxima temporada.

Os primeiros passos são as rescisões contratuais com parte do atual elenco. Ao todo, o clube vai se desvincular de 25 dos 37 jogadores que atualmente compõem o grupo. Alguns negócios estão encaminhados, como as idas dos atacantes Luan para o Paysandu e Leandro Cearense para o futebol do Omã, segundo informou o executivo de futebol do ABC, Giscard Salton. Higor Leite deixou o Alvinegro na semana passada a caminho do Londrina.

Segundo o dirigente, com as rescisões, o Alvinegro ambiciona diminuir a folha em mais de R$ 150 mil.

- Enquanto não estivermos jogando ,vamos diminuir a folha ao máximo. Acredito que, no mês de setembro, ela vai baixar mais de R$ 150 mil. E vamos fazer o trabalho para uma programação nova no ano que vem - explicou Salton ao GloboEsporte.com.

Aos atletas que permanecerem, o clube vai buscar empréstimos para este segundo semestre.

- Temos outros jogadores nossos que têm dois anos de contrato, mas têm um valor mensal que pro ABC é acima da média, que a gente pode emprestar - concluiu sem especificar quais os nomes.

A maioria dos atletas tem contrato até o final do mês de setembro, mas serão desligados do clube já nos próximos dias. A intenção inicial é permanecer com jogadores formados na base e manter algumas peças do atual elenco.

Um deles é Rodrigo Rodrigues, atacante de 22 anos contratado junto ao Ferroviário para a Série C, que terá o contrato renovado pelos próximos dois anos - o Alvinegro ficará com 80% dos direitos econômicos do atleta.

Segundo Salton, o ABC adotará uma postura de contratações para a próxima temporada com investimento em jogadores jovens, assim como Rodrigues. Ele cita que o clube busca a captação de atletas formados em grandes clubes e aliará isso a alguns jogadores da base.

- A categoria de base neste ano foi muito boa, mas eu não sei como vem a safra agora. Se ela der um pouquinho de desequilíbrio e a gente fizer uma captação boa, tem o equilíbrio. Então, é captar jogadores de times grandes, que exercem essa função dos 16 aos 18. Nós vamos pegar um pouquinho mais (velhos), com uma maturação maior, mas jogadores que tenham qualidade - destaca.

Apesar de manter o trabalho no clube, Giscard Salton ainda não tem futuro garantido no ABC, já que haverá eleição presidencial no clube no final de 2018. Até por isso, ele também não antecipa se a comissão técnica formada por Ranielle Ribeiro permanecerá para a próxima temporada. Mesmo assim, garante trabalho até que essas definições sejam tomadas.

- A gente tem que ter uma preocupação, que tem uma eleição no final do ano. Meu contrato é até dezembro. Eu não vou deixar de trabalhar, fazer no ABC o que tem que ser feito, deixar em ordem, esperando uma eleição. Meu trabalho é minha responsabilidade. E a gente vai fazer com o Ranielle Ribeiro da mesma maneira - disse.