Carlos Eduardo rebate MP sobre inquérito de propina para aumento da passagem - Joabson Silva

NOVAS

11/09/2018

Carlos Eduardo rebate MP sobre inquérito de propina para aumento da passagem


O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT) emitiu uma nota rebatendo o Ministério Público Estadual (MPRN) que abriu inquérito para investigar se hpuve pagamento de propina por parte das empresas de ônibus para que a Prefeitura autorizasse o aumento da tarifa do transporte público municipal neste ano. O pedetista, que é candidato ao Governo do Estado, disse que a autorização ocorreu mediante aprovação do Conselho Municipal de Transporte, mediante análise do aumento de custos do sistema.

Também ressaltou que nunca respondeu processo por improbidade em décadas de vida pública; que não recebeu doações de empresas de ônibus para sua campanha; e questionou o fato do inquérito ser aberto durante a campanha, 20 dias antes do pleito sobre o reajuste que ocorreu quatro meses.

Confira a nota:

EM RESPEITO À VERDADE

Fui prefeito de Natal durante 12 anos. Durante esse tempo, a Prefeitura autorizou reajustes na tarifa de transporte coletivo para atender aumento de custo com trabalhadores, combustível e demais insumos. Reajustes que sempre seguiram parâmetros técnicos e somente autorizados depois de aprovados por um conselho formado por 31 integrantes da prefeitura, empresas e usuários. Em todo esse período nunca houve uma denúncia de irregularidades nesse assunto;

Em 30 anos de atividade política, exercendo cargos de Deputado Estadual, Secretário de Estado, Vice-Prefeito e Prefeito de Natal por quatro vezes, nunca respondi a nenhum processo de improbidade ou por desvio de conduta ética. Sei que isso deve incomodar a quem não pode dizer a mesma coisa.

Considero estranho que, a pouco mais de 20 dias antes da eleição, surja a abertura de um inquérito para investigar aumento de tarifa no transporte coletivo, autorizado em maio de 2018, quando nem prefeito eu era mais;Tampouco acredito que o prefeito Álvaro Dias tenha cometido qualquer ilicitude;

Informo que minhas contas de campanha estão disponíveis no TRE e nelas NÃO EXISTE e nem EXISTIRÁ qualquer doação de empresa de ônibus;Podem verificar.

Uma investigação isenta provará essa verdade. E uma divulgação pelos veículos de comunicação igualmente comprometidos com a verdade e desvinculados de interesses ocultos, haverão de reparar esse equívoco.

Carlos Eduardo

Candidato a Governador

Coligação 100%RN