Secretária afirma que áudio de bandido apoiando a campanha de Fátima é real - Joabson Silva

NOVAS

20/09/2018

Secretária afirma que áudio de bandido apoiando a campanha de Fátima é real


A secretária de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte, Sheila Freitas, confirmou que a voz no polêmico áudio que circula nas redes sociais solicitando votos para candidatos nas eleições deste ano, incluindo a senadora Fátima Bezerra (PT), postulante ao governo do Estado, pertence a Marcelo Henrique da Silva Oliveira, mais conhecido como “Colorau”, que cumpre pena no Presídio Estadual Dr. Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro, no Agreste de Pernambuco.

A revelação foi feita em entrevista à rádio 95 FM, no último dia 15, após Sheila Freitas ser questionada sobre a veracidade da mensagem. O áudio reclama da suposta opressão sofrida pela população carcerária do Rio Grande do Norte. Não há informações sobre a data da transmissão, mas a fala circula desde em redes sociais há 15 dias. “Vamos mudar esse governo seboso, imundo que está nos corrompendo, machucando nossos familiares. Que só faz oprimir, estragar, está ligado? Com opressão, indignação[sic]”, diz o autor da mensagem.

No fim do áudio, a voz traz indicações de candidatos a serem votados. “Vamos dar um voto de crédito. Vamos que vamo… [sic] que esse povo merece. Doutora Isabel, aí, Doutor Vivaldo aí. Fátima na cabeça”, solicita o responsável pela mensagem.

Segundo a secretária Sheila Freitas, não há dúvidas de que a voz pertence ao detento Marcelo Henrique da Silva Oliveira. Ele é apontado como um dos líderes de uma facção criminosa que atua no Nordeste. “Eu reconheço a voz; aquele é ‘Colorau’. Se o que ele disse é verdadeiro ou não, isso precisa ser investigado. Para mim, não é fake news”, detalha.

Ainda de acordo com titular da pasta de Segurança, o conteúdo da mensagem foi enviado para a análise do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e para o Ministério Público Eleitoral. “A pessoa descrita no áudio é Marcelo Henrique da Silva Oliveira vulgo “Colorau”. Eu já o prendi diversas vezes enquanto era titular da 11ª delegacia de polícia de Cidade Satélite”, diz.

Acusado de assaltos em Natal, “Colorau” foi preso em Caruaru, em Pernambuco, em junho de 2011, por porte ilegal de arma e tráfico de drogas. Desde então, ele cumpre pena no sistema penitenciário pernambucano.