Atraso de voo frustra programação com governador do Ceará - Joabson Silva

NOVAS

26/10/2018

Atraso de voo frustra programação com governador do Ceará


A mobilização organizada em Mossoró em prol da candidatura ao governo estadual da senadora Fátima Bezerra (PT), nessa quinta-feira (25), acabou atrofiando. A esperada participação do governador reeleito do Ceará, Camilo Santana (PT), não aconteceu.

Ele participaria de carreata entre os bairros Aeroporto e Belo Horizonte, mas antes daria entrevista coletiva no próprio Aeroporto Dix-sept Rosado. Nem uma coisa nem outra. Pelo menos aconteceu a movimentação com a presença de outros políticos, concluindo programação da campanha no segundo turno em Mossoró.

A aeronave que o transportaria de Fortaleza-CE à cidade teve atraso em sua decolagem. Daí, nem levantou voo.

A justificativa para que não pousasse em Mossoró foi de ordem técnico-normativa: resolução da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO) coloca restrição para procedimentos noturnos no aeroporto, em relação à aviação geral.

Incidente com Haddad

No dia 23 de agosto deste ano tinha ocorrido celeuma em Mossoró em face de situação parecida. O então candidato a vice-presidente Fernando Haddad (PT) sobrevoou a cidade em aeronave fretada, mas em bastante atraso do que fora programado.

Nesse ínterim, se promoveu a versão tresloucada de suposta conspiração. Correu notícia precipitada e errônea de que o avião só teria poucos minutos de combustível para poder pousar. Um absurdo. A autonomia de voo permitiria que ela fizesse pouso em Fortaleza, São Gonçalo do Amarante-RN ou em João Pessoa-PB, de onde procedia.

A invencionice foi espalhada pelo país e houve até quem publicasse que o partido iria pedir investigação para apurar o incidente, outra balela.

A administração do aeroporto tomou providências para que houvesse o pouso noturno excepcional, mesmo fora do que estava normatizado, ensejando o desembarque dos passageiros e tripulantes sem qualquer problema.