RN registra crescimento nos procedimentos de transplantes de medula óssea - Joabson Silva

NOVAS

19/10/2018

RN registra crescimento nos procedimentos de transplantes de medula óssea


A equipe do setor de TMO do Hospital Rio Grande realizou nesta quinta-feira (18) mais uma coleta de medula óssea, sendo este o 26º procedimento desta natureza realizado em 2018 na unidade, superando a média de coletas dos três últimos anos no RN. O procedimento durou duas horas, sendo considerado bem-sucedido pela equipe médica.

Por meio do Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME) um voluntário para a doação, do sexo masculino, oriundo da região nordeste, teve seus dados cruzados com os registros internacionais, encontrando um paciente compatível nos Estados Unidos. O doador teve deslocamento e despesas pagas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para realizar a doação no RN que é considerado uma referência para a região. A probabilidade de encontrar um doador compatível é de 1 para 100 mil. No RN mais de 200 pacientes aguardam na fila de espera por um doador de medula óssea.

O Hospital Rio Grande é o único hospital do estado do RN habilitado pelo Ministério da Saúde para realização de transplantes de medula óssea e realiza um importante trabalho no atendimento de pacientes que demandam esta assistência, evitando a necessidade de envio destes para tratamento em outras regiões do país.

Seja um doador de medula óssea

Para ser um voluntário à doação, a pessoa precisa ter entre 18 e 55 anos, estar bem de saúde, não ter doença infecciosa ou incapacitante e apresentar um documento oficial com foto. O doador deverá se cadastrar como voluntário no Hemocentro mais próximo de casa. Após o cadastro será coletada uma amostra de sangue de 4 ml para o teste de tipagem, que verifica a compatibilidade do doador.