De virada, River Plate faz 3 a 1 no Boca e é campeão da Libertadores - Joabson Silva

NOVAS

10/12/2018

De virada, River Plate faz 3 a 1 no Boca e é campeão da Libertadores


Depois de muitas incertezas e indefinições, finalmente a Copa Libertadores de 2018 definiu um campeão: o River Plate, da Argentina. Na tarde deste domingo, 9, o time derrotou seu maior rival, o Boca Juniors, no segundo jogo das finais da competição. A vitória de 3 a 1 saiu na prorrogação, após empate em 1 a 1 no tempo normal. Os gols foram de Pratto, Quintero e Pity Martínez para o River, e Benedetto para o Boca.

A partida, que tinha mando de campo do River, foi disputada no estádio Santiago Bernabeu, do Real Madrid, em Madri. Isso porque a segunda partida das finais, que seria disputada no Monumental de Núñez, teve que ser suspensa. No dia do jogo, em 24 de novembro, o ônibus do Boca Juniors foi atacado por torcedores do River no entorno do estádio.

Isso causou uma confusão tão grande que provocou o cancelamento na ocasião. Como punição, a Confederação Sul-Americana da Futebol (Conmebol) determinou que a partida fosse disputada em campo neutro – e a cidade de Madri foi a escolhida.

Não foi o primeiro jogo das finais com problemas. A partida de ida, na La Bombonera, marcada para 10 de novembro, teve que ser adiada por causa das chuvas, que deixaram o campo do Boca Juniors impraticável para futebol. O jogo ocorreu no dia seguinte e terminou empatado em 2 a 2. Com a igualdade no placar, ninguém carregou vantagem nenhuma para o duelo de volta.

Da data marcada para o primeiro até a realização da segunda partida, passaram-se 29 dias. Nunca a Libertadores teve um intervalo tão grande nas finais.