Fernando Suassuna é empossado novo presidente do ABC até 2021 - Joabson Silva

NOVAS

12/12/2018

Fernando Suassuna é empossado novo presidente do ABC até 2021


O médico infectologista e alergologista, professor aposentado da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e coordenador do curso de medicina da Universidade Potiguar (UNP) Fernando Antônio Brandão Suassuna – o doutor Fernando Suassuna – assumiu, na noite desta terça-feira, 11, em cerimônia restrita da Arena das Dunas, a presidência do ABC para o triênio até 2021. O maior desafio de Suassuna será o de quitar dívidas trabalhistas, que somam R$ 5 milhões, e trazer o time de volta à série B.

Colega e companheiro nas atividades no ABC, o professor de educação física doutor em saúde pública Beto Cabral informou que Suassuna estava impossibilitado de dar entrevista, mas como exercerá atividade na nova diretoria, topou ser o porta-voz do novo presidente. 
Segundo Beto Cabral, o ABC vai trabalhar com 23 jogadores no time profissional no primeiro semestre de 2019, com a finalidade de manter as finanças em dia. Cabral informou que o clube recebeu – do Corinthians – a primeira parcela da venda do meia-atacante Fessin, garantindo o pagamento de todo o plantel e dos funcionários – salário e 13º.

Uma novidade anunciada por Beto Cabral, com a autorização do presidente Fernando Suassuna, é o interesse de investimento de empresários. “Ficamos felizes por conseguirmos pagar o 13º de todos no clube, com um total de despesas de R$ 180 mil. Vamos fazer um trabalho planejado, iniciando com 23 jogadores no início do ano e chegando a 30 no início do segundo semestre, visando o campeonato brasileiro da série c”, detalhou Cabral.

O primeiro semestre será focado em três competições: o campeonato estadual, a Copa do Brasil e a Copa do Nordeste. No campeonato potiguar, a renda virá das bilheterias, da venda de placas. Já na Copa do Nordeste, o clube receberá R$ 1,5 milhão por participar do torneio e na primeira fase da Copa do Brasil serão R$ 560 mil na primeira fase. Caso a equipe vá para a fase seguinte serão mais R$ 800 mil para o clube. “Vamos lançar uma campanha para trazer crianças com idade entre sete e doze anos ao estágio para assistir aos jogos gratuitamente. A ideia é fazer com que essa criançada veja o futebol de perto, dentro do estádio”, antecipou Cabral.

Nos planos da nova diretoria também está a criação de um centro formador de atletas nas categorias de base. “Hoje, os garotos vêm treinar no nosso clube. Quando eles se destacam, os pais fecham contrato com outro clube e os levam embora. A partir de 2019, isso vai acabar porque daremos atenção especial à garotada e vamos trabalhar no fortalecimento de nossa marca e na recuperação do programa sócio-torcedor, que já chegou a 10 mil associados e agora se encontra em apenas 1.200. Precisamos recuperar a autoestima do futebol potiguar porque hoje os dois maiores clubes estão na terceira e quarta divisões”, disse Cabral.

A venda de espaços no uniforme da equipe também é uma saída para a geração de novas receitas no ABC e podem render até R$ 5 milhões por ano numa estimativa inicial da diretoria. O valor pode elevar-se a partir do momento em que a equipe suba de rendimento. Beto Cabral disse ainda que esta semana os clubes da série C terão uma reunião com a CBF com o objetivo de conseguir mais receitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário