General Girão confirma participação na escolha para cargos do Governo Federal - Joabson Silva

NOVAS

04/12/2018

General Girão confirma participação na escolha para cargos do Governo Federal


Eleito deputado federal este ano, o general da reserva Eliezer Girão Monteiro adiantou que o processo de escolha dos nomes que ocuparão os cargos federais no Estado só começará a ser feito quando o presidente eleito Jair Bolsonaro finalizar a escolha dos ministros. O general minimizou o que políticos do Nordeste têm dito fora do estado: que o governo não tem política para a região.

De acordo com o general Girão, o próprio presidente Jair Bolsonaro já disse que a região Nordeste “é a menina dos seus olhos” e que quem não a enxerga como uma questão estratégica não poderá falar em desenvolvimento do Brasil. “Existe uma certa ansiedade, mas estamos conduzindo esse processo com calma e racionalidade. É importante que fique claro que fomos eleitos porque as pessoas não querem mais a política do toma lá, dá cá; e sim uma política participativa que traga resultados para sociedade”, frisou Girão.

Para o general, que confirmou participação na escolha dos nomes para o Rio Grande do Norte, não se pode esquecer que o PSL foi bem votado em todo o Nordeste. O general criticou a postura desses políticos – no caso, do Estado – que não lutaram pela duplicação da BR-304 e nem tampouco foram atrás de obras da transposição do Rio São Francisco. “Nestes dois casos, esses políticos ficaram olhando a obra passar. Não há 3º turno das eleições e tem gente que não aceita ainda a vitória de Bolsonaro”, apontou Girão.

Segundo o general, há meios de comunicação de massa no Brasil e no Estado que estão sobrevivendo de especulação política. O general lamentou a postura do jornal Folha de São Paulo, a quem chamou de a “Foice de São Paulo”, pelo fato de ter publicado notas em sua principal coluna afirmando que o Nordeste foi esquecido pelo governo Bolsonaro, o que – em sua opinião – é uma mentira. O general voltou a afirmar que a região é prioridade sim para o presidente eleito.

Na avaliação do general Girão, está chegando o momento de governar o Brasil e cumprir o que foi exigido nas urnas. “Vamos conversar com todos os setores da política porque precisamos respeitar a pluralidade dos resultados. Obviamente que nos pontos convergentes vamos adiantar muitas ações e nos pontos divergentes iremos buscar as melhores soluções, com o objetivo de atender o que o eleitor exigiu nas urnas. Nomes para o Rio Grande do Norte estão sendo avaliados e na hora certa anunciaremos”, detalhou Girão.