Marcada por acaloradas discussões, votação para escolha do novo presidente da Câmara de Japi é adiada - Joabson Silva

NOVAS

11/12/2018

Marcada por acaloradas discussões, votação para escolha do novo presidente da Câmara de Japi é adiada


O clima esquentou entre os vereadores George Justino e Zome de Cristino, ambos do MDB, durante sessão ordinária na Câmara Municipal que elegeria a nova mesa diretora para o biênio 2019-2020, na manhã desta terça-feira (11). 

Estava tudo pronto para que o Palácio João Justino Dantas conhecesse seu novo mandatário pelos próximos dois anos; todos os parlamentares no plenário e um considerável público ocupando a sua galeria, até que a eleição foi adiada pelo presidente George Justino – o mesmo que determinou sua realização para hoje –, e que surpreendentemente remarcou a votação para a próxima sexta-feira (14) alegando está amparado pelo Regimento Interno da Câmara e a Lei Orgânica do município. Antes disso, a Lei de Responsabilidade Fiscal do próximo ano deverá ser apreciada e votada pelos vereadores amanhã, em face do projeto ter sido enviado pelo executivo em regime de urgência. 

Zome diz que retardamento da eleição é uma manobra política 

Candidato único naquele momento à presidência do legislativo, o vereador Zome atacou George afirmando que o ato de retardar a votação é uma manobra política cujo objetivo é tirar seu nome da disputa, e emendou: ‘’será que a sua chapa fosse a ganhadora vossa excelência iria adiar essa sessão? Tenho certeza que não. Prefiro perder como homem do que ganhar como covarde’’. E continuou esbravejando e desferindo leves socos à mesa. ‘’Sacanagem fica pra cabra safado e não pra homem de bem’’. 

Para chegar à vitória, Zome apresentou chapa agrupando os vereadores Valéria (vice-presidente), Carliene (1ª secretária), Ebenézio (2º secretário) e Pedro Paulo. Seriam 4 votos, além do seu, para que seu retorno ao comando do legislativo japiense fosse confirmado.


George se defendeu atacando 

George afirmou não ter medo do pronunciamento feito em voz alta pelo colega vereador. ‘’Esse discurso de raiva do vereador Zome é porque ele foi um presidente que comprou uma impressora e uma raque durante dois anos de mandato. Eu o desafio aqui a mostrar o que ele fez além de pintar as paredes de verde’’. 


Apesar de ter se articulado, George não conseguiu apoio entre os pares para uma possível reeleição e revelou que queria como seu sucessor o vereador Eduardo Pinheiro (PROS). ‘’Eu abdiquei da minha candidatura para votar no vereador Eduardo, que é um homem que sempre teve posição. Mas, infelizmente, nem todo vereador aqui tem palavra. Nem todo vereador aqui tem um comportamento digno’’. 

Vereador Eduardo diz que vai tomar uma decisão política

Em aparte aos discursos, Eduardo Pinheiro (PROS) afirmou que desistiu de ser candidato a presidente e que ao longo da semana irá tomar uma posição política que irá causar muita repercussão.