Poti Júnior é empossado presidente do Tribunal de Contas do Estado - Joabson Silva

NOVAS

20/12/2018

Poti Júnior é empossado presidente do Tribunal de Contas do Estado


O conselheiro Poti Júnior tomou posse nesta quarta-feira, 19, da presidência do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN). O mandato será ao longo do biênio 2019/2020. A conselheira Adélia Sales será a vice-presidente da nova gestão da Corte.

Durante o discurso de posse, ocorrido no edifício sede do TCE, que contou com presença da governadora eleita Fátima Bezerra (PT), o conselheiro Poti Júnior falou sobre o papel exercido pelo órgão de contas potiguar. “Tem a nobre missão de controlar a aplicação de recursos público, em atendimento ao anseio da sociedade, primando pela moralidade e eficiência”, disse.

Para a nova gestão, o presidente empossado falou ainda sobre as atividades da Corte, principalmente no tocante das ações proferidas pelos conselheiros. “A condenação nem sempre é o melhor caminho, tendo em vista que o Tribunal de Contas deve ser considerado como um centro de justiça, cooperando para a mais eficiente aplicação dos recursos públicos”, defendeu.

Ao deixar o cargo da presidência do TCE, o conselheiro Gilberto Jales falou sobre as ações promovidas pelo órgão ao longo dos últimos anos. Ele ressaltou os esforços da Corte em ajudar o poder Executivo a economizar recursos. “Realizamos diversas discussões com o Governo. Em 2019, nós vamos executar o mesmo orçamento de 2018, que repete 2017 e que também repetiu o de 2016. É um esforço que fizemos, mas é duro termos de nos ajustar com estes valores”, disse.

A governadora eleita Fátima Bezerra espera ter, a partir de 2019, uma boa relação institucional com a Corte de contas. “O convívio será o de uma relação institucional, com todo o respeito que o TCE merece. A instituição é um parceiro muito importante do Rio Grande do Norte”, encerra.

Também tomaram posse durante a cerimônia os conselheiros Paulo Roberto Chaves Alves como presidente da 1ª Câmara de Contas; Renato Dias na presidência da 2ª Câmara; Tarcísio Costa, diretor da Escola de Contas; Carlos Thompson Costa Fernandes como ouvidor do TCE; e Gilberto Jales como corregedor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário