Com incentivo do Proadi, nova fábrica de goma gera cerca de 1.400 empregos indiretos em Serra Caiada - Joabson Silva

NOVAS

28/02/2019

Com incentivo do Proadi, nova fábrica de goma gera cerca de 1.400 empregos indiretos em Serra Caiada


Com a capacidade de gerar 1.400 empregos no município de Serra Caiada, foi inaugurada nesta semana a fábrica de goma Delícia Potiguar, primeira indústria beneficiada com o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial (Proadi) na gestão atual. O empreendimento vai também beneficiar os pequenos agricultores, que agora vão ter a garantia de ter a produção de macaxeira revendida à fábrica.

“Já faz algum tempo que a tapioca deixou der um produto tipicamente nordestino e passou a ser uma opção de cardápio saudável para todo o País”, afirmou. Ele também citou que o tradicional prato “tapioca com ginga” agora é oficialmente patrimônio cultural imaterial, tombado através de decreto governamental, em janeiro de 2019. “É nosso compromisso recuperar o RN da calamidade financeira em que se encontra, buscando alternativas para pagar servidores e fornecedores, ao mesmo tempo em que nos preocupamos em tocar a pauta do desenvolvimento econômico do nosso Estado”, reforçou.

O secretário Jaime Calado (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico – Sedec) destacou a mobilização da cadeia produtiva gerada pela fábrica, que conta com pelo menos 250 agricultores que antes não tinham mercado para escoar a produção. Ele explicou que a Delícia Potiguar, enquadrada no programa pela categoria de empresa instalada no interior, terá como um dos benefícios o desconto de 13,5% no ICMS (recolherá para o Estado 4,5% em vez de 18%).

Com capacidade para processar até mil toneladas de mandioca por semana, que resultará em média na produção de cerca de 300 mil kg de goma, a Delícia Potiguar já nasce com o status de ser a maior fábrica de goma e derivados do RN. Apesar de o processo ser totalmente automatizado, o produto final terá características da goma fresca produzida artesanalmente nas casas de farinha e revendidas em feiras livres. Com investimento na ordem de R$ 1,6 milhão, a empresa gera 25 empregos diretos e cerca de 1.400 indiretos, através da rede de fornecedores, distribuidores e varejistas.

O vice-governador Antenor Roberto destacou que a empresa está surgindo em um contexto bastante favorável. “É nosso compromisso recuperar o RN da calamidade financeira em que se encontra, buscando alternativas para pagar servidores e fornecedores, ao mesmo tempo em que nos preocupamos em tocar a pauta do desenvolvimento econômico do nosso Estado”, reforçou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário