Gol confirma 2º voo desviado do Aeroporto de São Gonçalo por causa do mau tempo - Joabson Silva

NOVAS

02/03/2020

Gol confirma 2º voo desviado do Aeroporto de São Gonçalo por causa do mau tempo


A Gol Linhas Aéreas confirmou que dois dos seus voos tiveram a rota alterada na madrugada desta segunda-feira (2) por causa do mau tempo nas imediações do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal.

Em nota, a companhia disse que as aeronaves – as duas partindo de São Paulo – foram desviadas para João Pessoa (PB), a 190 Km de Natal, e para Maceió (AL), distante 545 Km da capital potiguar.

O segundo caso – confirmado há pouco pela Gol – envolveu uma aeronave que partiu do Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, às 23h34 de domingo (1º). O avião – um Boeing modelo 737-800 – deveria pousar em São Gonçalo do Amarante às 2h14 de segunda-feira, mas o piloto alterou a rota quando se aproximava de Campina Grande (PB).

Este voo, de número 1590, foi levado para o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, em Maceió (AL), onde pousou às 2h33. Na capital alagoana, o avião aguardou por mais de 1 hora e partiu em direção a Natal às 3h40, aterrissando em São Gonçalo do Amarante às 4h22.

Mais cedo, o Agora RN confirmou o primeiro caso. O voo 9182 partiu do Aeroporto Internacional de Congonhas, em São Paulo, às 22h02 de domingo e deveria pousar em São Gonçalo à 1h25 de segunda-feira. Contudo, o pouso só aconteceu 40 minutos depois no Aeroporto Internacional Castro Pinto, em João Pessoa.

A chegada definitiva a Natal deste voo só aconteceu às 4h26. O avião decolou de João Pessoa às 3h54 e fez um voo de 32 minutos até São Gonçalo do Amarante.

Na nota, a Gol afirma que os voos foram desviados por causa do mau tempo e que as aeronaves concluíram a viagem para Natal assim que as condições climáticas melhoraram. De acordo com a companhia, com a melhora do tempo, o terminal potiguar foi reaberto.

A Inframérica, concessionária do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, afirmou que, em nenhum momento, o terminal ficou fechado. A assessoria do terminal informou ao Agora RN que, devido às chuvas, a operação durante a madrugada foi “por instrumentos”. O tempo preciso em que a condição persistiu ainda não foi informado.

De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), choveu 51 mm em Natal entre a manhã de sábado (29) e manhã de segunda-feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário