RN modifica critérios para fazer os exames em casos suspeitos de covid-19 - Joabson Silva

NOVAS

26/03/2020

RN modifica critérios para fazer os exames em casos suspeitos de covid-19


A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) modificou nesta quarta-feira (25) os critérios para fazer exames de detecção do novo coronavírus (SARCoV-2). A partir de agora, serão coletadas as amostras de pacientes que estão no grupo de risco (indivíduos acima de 60 anos ou com uma alguma comorbidade), dos profissionais que atuam na área da saúde e aqueles que se enquadrem na definição de caso suspeito doença.

De acordo com a Sesap, a mudança nos critérios se dá em razão do crescimento do número de casos excluídos para covid-19 no Estado. “Pessoas que não preenchem os critérios de caso suspeito estão sendo atendidas e seus exames estão sendo coletados, gerando o aumento da concentração de atendimento nos serviços de saúde”, detalhou a pasta, em nota técnica publicada nesta quarta-feira.

Ainda segundo o órgão, para racionalizar os recursos para os exames, a prioridade será evitar a evolução rápida de novos casos da doença e garantir a assistência das pessoas vulneráveis e casos graves. Antes da mudança, todos os casos de pessoas internadas com algum tipo de agravo respiratório e com algum critério epidemiológico (viagens para locais com a infecção ou contato com pessoas infectadas) eram submetidos à testagem, seguindo a determinação do Ministério da Saúde. O Rio Grande do Norte tem, hoje, 14 casos confirmados de covid-19.

Apesar da alteração, a Secretaria Estadual não modificou a classificação para os casos suspeitos. A definição é de pessoas que procuram atendimento clínico e apresentam febre acima de 37,8° e que, pelo menos, apresentam um sinal ou sintoma respiratório. Além disso, os indivíduos precisam ter critério epidemiológico que é, ao longo dos últimos 14 dias, ter registro de viagem à área com transmissão ou contato próximo com casos confirmados ou suspeitos para covid-19.

As amostras deverão ser encaminhadas para o Laboratório Central do Rio Grande do Norte (Lacen), que desde a última sexta- -feira (20) faz testes para identifi - car infecção por coronavírus. O novo critério de exames privilegia indivíduos acima de 60, pessoas com uma alguma comorbidade (diabetes, hipertensão arterial, miocardiopatia, doença pulmonar crônica, neoplasias malignas e gestação de alto risco) e dos profissionais da saúde.

A nota técnica segue em vigência até a sexta-feira (27), mas novas orientações poderão ser feitas, segundo a Sesap, caso a doença avance no Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário